FELINOS

Gatos podem passear com coleira? Assista a vídeos, veja opiniões de especialistas e confira dicas

Por mais que a cena possa causar estranhamento, por não ser tão comum quanto com os cães, muitos felinos adoram passear com a guia. Saiba como fazer isso da melhor forma possível para o pet

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 06/05/2021 às 15:42
Notícia
KATARINA MORAES/JC
Para passear com o gato, é necessário respeitar a personalidade do animal, o tempo e acostumá-lo ao acessório - FOTO: KATARINA MORAES/JC
Leitura:

Estudos apontam que a expectativa de vida de um gato que tem acesso à rua cai de 15 anos para em torno de seis anos, já que, fora de casa, eles estão expostos a diversos riscos como atropelamento, doenças, envenenamento e maus-tratos. Sendo assim, veterinários recomendam que as "fugas" sejam evitadas. Mas, como garantir a felicidade de um pet tão curioso dentro de quatro paredes? A resposta está no 'enriquecimento ambiental', que pode ser feito de várias formas, inclusive nos passeios com coleira.

"É mais seguro que os gatos sejam mantidos em casa, mas também necessário que seja feito um enriquecimento ambiental que estimule o comportamento da espécie, com áreas que o façam entrar em contato com o ar livre e com o sol, com atividades cognitivas e interativas entre os tutores e os gatos, com a aquisição de mais um gato, caso só haja um, ou passear com coleira e guia", explica a especialista em comportamento felino Roseana Diniz.

Por mais que a cena possa causar estranhamento, por não ser tão comum quanto com os cães, muitos felinos adoram passear com a guia. É quando eles podem observar o mundo, sentir novos cheiros, explorar os ambientes e brincar bastante. No entanto, é necessário respeitar a personalidade do animal, o tempo e acostumá-los ao acessório, já que gatos costumam ter temperamento mais independente, firme e - muitas vezes - preguiçoso.

Para a veterinária clínica Alessandra Veras, não se deve forçá-lo caso ele não goste de passear e prefira ficar em casa. "É importante respeitar o jeito de cada gato. Tem gatos introvertidos que não gostam de passear, e tudo bem, existem outras formas de interagir e brincar. Não é interessante forçar gatos que tenham muito medo", orienta.

Caso isso seja feito, cenas como as vistas neste vídeo publicado nas redes sociais podem se repetir:

Entretanto, é possível fazer com que ele mude a percepção sobre o passeio, desde que se tenha muita paciência. "É bom acostumar o animal com a coleira antes, ainda dentro de casa. Depois, você deve iniciar os passeios no corredor do prédio ou embaixo do prédio para depois tentar ir para a rua. Tenha paciência porque dá para conseguir, sim, só precisa ir treinando aos poucos", explica.

Com a paciência exigida pela médica veterinária, o gatinho pode até se divertir muito nos passeios, como foi o caso desse pet:

Outro ponto a se atentar é sobre o uso da coleira. Deve-se escolher um peitoral apropriada para os gatos, que deve sempre estar bem ajustado. É necessário também sempre levar com coleira de identificação para caso o animal fuja, segundo Alessandra. Além disso, é bom evitar os horários de pico, entre 7h e 9h da manhã, e entre 17h e 19h, que é quando tem mais cães passeando nas ruas, e procurar ambientes mais calmos.

Comentários

Últimas notícias