Informações e dicas para cuidados do seu bicho de estimação, seja ele um gato, cachorro, pássaro ou peixe de aquário, além de dicas de alimentação, adestramento, saúde e outros serviços
Meu Pet

Fique por dentro das novidades do mundo pet e confira as melhores dicas para cuidado de gatos, cachorros e outros bichinhos de estimação

POLÍCIA

Cão morre após viagem de avião, e dona acusa companhia aérea de maus-tratos

Tutora afirmou que o animal faleceu horas após chegar a viagem, da qual teria chegado debilitado

REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
Filhote Zyon morreu no último dia 14 de setembro - FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
Leitura:

Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, acusa a empresa aérea Latam de ter cometido maus tratos ao seu cachorro em um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro. O caso teria acontecido no último sábado, 18. De acordo com a estudante carioca, o animal faleceu horas após chegar a viagem, da qual teria chegado debilitado.

“Meu cachorro chegou no Aeroporto do Galeão às 13h53 e só me entregaram ele 15h30. Deixaram meu cachorro no calor, quando ele chegou pra mim já estava quase morto! Eu e minha família estamos devastados”, escreveu a tutora do animal em postagem no Instagram.

Segundo informações do jornal Metrópoles, Gabriela teria declarado que, mesmo sendo procurada insistentemente, a empresa não deu qualquer esclarecimento sobre o ocorrido. "A Latam não entrou em contato com a gente. Estão bloqueando meus comentários e da minha família na página deles [no Instagram]“, relatou a estudante.

“Expor a situação foi a única maneira que encontramos de tentar algum tipo de justiça. Só queremos respostas, uma investigação do que aconteceu com ele enquanto demoraram horas para me entregar o bichinho”, completou Gabriela.

Em nota, a Latam negou não ter entrado em contato com a dona do animal. “Nós da LATAM nos sensibilizamos muito com o que aconteceu e estamos em contato com a cliente Gabriela desde o desembarque do animal. A companhia reitera que a segurança é um valor inegociável, reforçando que se solidariza com a tristeza vivida pela cliente e que fará tudo que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento”, disse ao portal Metrópoles.

“A empresa esclarece ainda que seguiu todos os procedimentos de aceitação e transporte do pet, que atendem rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”, completou a empresa Aérea.

Conhece alguma história curiosa sobre animais de estimação e quer vê-la publicada na Meu Pet? Envie sua sugestão para kgonzaga@jc.com.br

Comentários

Últimas notícias