Coluna Mobilidade

Patinete elétrico sem taxa de liberação é lançado pela Uber

Além do preço menor, empresa avança na estratégia do conceito MaaS, que vê a mobilidade como serviço. Os patinetes podem ser alugados pelo mesmo app que se pede carro e comida

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 03/03/2020 às 19:15
Notícia
Uber/Divulgação
Equipamentos não terão, pelo menos por enquanto, a cobrança da taxa de liberação. Ou seja, o cliente pagará apenas pelo tempo de uso - FOTO: Uber/Divulgação
Leitura:

Por Roberta Soares, da Coluna Mobilidade

Um mês depois de a Grow – holding formada da fusão da mexicana Grin com a brasileira Yellow – anunciar o desmonte de sua operação no Brasil – no Recife já tinha sido em julho de 2019 –, os patinetes elétricos voltam à cena no País, agora com a força da marca Uber. Embora por enquanto seja apenas em São Paulo, o lançamento tem dois aspectos que precisam ser destacados. O primeiro e mais importante é o fato de os patinetes serem alugados no mesmo aplicativo que se solicita um carro ou se pede comida. Um passo fundamental na estratégia da empresa de reunir, em um único app, diferentes opções de transporte – o conceito MaaS (Mobility as a Service), que cresce em todo o mundo e no qual a mobilidade é vista como um serviço e uma nova experiência para o usuário.

LEIA MAIS

Por que as bikes sem estação e os patinetes elétricos não deram certo?

Depois do Recife, bicicletas sem estação deixam de operar no Brasil. Patinetes elétricos ficaram em apenas três cidades

Recife perde patinetes elétricos e bicicletas sem estação da Yellow

Sai a Yellow, entra a Serttel para oferecer bikes sem estação e patinetes elétricos no Recife

O segundo aspecto importante e que é ainda mais essencial para a população é o fato de – pelo menos por enquanto – não ser cobrada taxa de liberação para uso dos patinetes. Ou seja, o cliente vai pagar apenas pelo tempo de uso, o que faz uma grande diferença no custo final. As taxas de liberação dos patinetes elétricos da Grow custam, em média, R$ 3, quantia que é somada aos R$ 0,50 cobrados por minuto de uso. Lembrando que a Grow retirou os patinetes e as bicicletas dockless (sem estação) de 14 cidades brasileiras, mas permaneceu com os patinetes nos mercados de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba (PR). O minuto dos patinetes da Uber custa R$ 0,90.

Uber/Divulgação
Patinetes da Uber são lançados em São Paulo - Uber/Divulgação
Uber/Divulgação
Pela insegurança provocada pela velocidade desenvolvida, patinetes são polêmicos - Uber/Divulgação
Uber/Divulgação
Uber aproveita lacuna deixada pela Grow, que se retirou de 14 cidades brasileiras - Uber/Divulgação

“Trazemos os patinetes elétricos da Uber para nossa maior cidade com muito entusiasmo. São Paulo foi a segunda capital da Uber no Brasil, depois do Rio de Janeiro, e hoje realiza o maior número de viagens no mundo. Com esse novo serviço, queremos continuar ajudando as pessoas a se deslocar e seguimos trabalhando para que o celular possa, em um futuro próximo, substituir o uso individual do automóvel, com menos congestionamentos e poluição”, afirma Ruddy Wang, diretor de Novas Modalidades da Uber na América Latina.

A área de operação inicial dos patinetes da Uber ainda é pequena e compreende bairros como Vila Olímpia, Moema, Itaim Bibi, Vila Nova Conceição, Jardim Luzitânia, denso expandida de acordo com a demanda. Para alugar os patinetes não é preciso baixar nenhum outro aplicativo nem fazer novo cadastro, basta usar a conta Uber e localizar os veículos — que aparecerão no mesmo mapa, junto com os carros. Depois do Rio de Janeiro, os patinetes da Uber foram lançados em Santos, no Litoral Paulista, em dezembro de 2019.

Não é a primeira iniciativa da Uber na direção do conceito MaaS. Em São Paulo, a empresa se integrou ao sistema de transporte público do Estado e passou a exibir informações sobre linhas de ônibus, metrô e trens direto no aplicativo. A integração começou no fim de 2019, permitindo que os usuários escolham fazer uma viagem de carro ou verificar o próximo ônibus, composições do metrô e da CPTM.

Artes/JC
Kleber Monteiro - Artes/JC

VEJA COMO ALUGAR UM PATINETE PELO APP

Os patinetes elétricos são alugados pelo app da Uber, sem necessidade de baixar outro aplicativo. Mas é importante que o app esteja atualizado. Veja o passo a passo:

1) Abra o app da Uber e clique no ícone de patinete na parte inferior da tela

2) Veja onde estão os patinetes disponíveis, escaneie ou digite o código para desbloquear

3) Se preferir reservar, você tem 15 minutos para caminhar até o patinete e desbloquear

4) Dirija com responsabilidade e segurança, seguindo todas as regras de trânsito

5) Ao final, estacione o patinete, sem bloquear a passagem, na área de operação

LEIA MAIS TEXTOS NA COLUNA MOBILIDADE www.jc.ne10.uol.com.br/colunas/mobilidade

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias