TRANSPORTE PÚBLICO

Pressão pela ajuda financeira do governo federal ao transporte coletivo brasileiro

Há 18 dias o Projeto de Lei 3364/2020, que prevê uma ajuda emergencial de R$ 4 bilhões para o transporte público, foi aprovado na Câmara Federal, mas até agora não foi votado no Senado

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 13/09/2020 às 17:44
Notícia
BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
A Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) reforça a importância da celeridade na aprovação do PL pelo Senado Federal - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Leitura:

A Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), entidade que representa os operadores brasileiros de metrô, trem urbano e VLT, soltou um comunidade reforçando a importância da celeridade na aprovação do Projeto de Lei 3364/2020 pelo Senado Federal. O PL, que prevê um socorro emergencial de R$ 4 bilhões para os sistemas de transporte público coletivo brasileiro conseguirem enfrentar a perda de demanda de passageiros devido à covid-19, foi aprovado há 18 dias pela Câmara Federal e, até agora, não entrou na pauta de votação do Senado.

Por isso, o desespero dos operadores não só do transporte sobre trilhos, mas também do setor de ônibus e dos gestores públicos, que têm que administrar a oferta de frota diante da perda de passageiros e, consequentemente, de receita. “Os sistemas de metrô, trem urbano e VLT acumulam déficit de mais de R$ 5 bilhões, somente em termos de receita tarifária, e esse recurso será fundamental para contribuir com a manutenção das operações de transporte, em especial o metroferroviário, nas cidades brasileiras”, enfatiza o presidente da ANPTrilhos, Joubert Flores.

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A entidade faz, mais uma vez, um alerta sobre os riscos de o serviço sofrer uma precarização e, até, uma interrupção devido à incapacidade financeiras dos operadores se manterem - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

A entidade faz, mais uma vez, um alerta sobre os riscos de o serviço sofrer uma precarização e, até, uma interrupção devido à incapacidade financeiras dos operadores se manterem. Argumenta que o transporte é um serviço essencial para a população e utilizado, principalmente, nos deslocamentos casa-trabalho. “Com a retomada das atividades econômicas, as pessoas precisam do transporte e uma possível paralisação do setor impactará fortemente na vida da população que precisa do transporte público para se locomover. Por isso a ANPTrilhos acredita no comprometimento dos senadores e dos governantes federais e estaduais para acelerar a liberação do recurso do PL”, reforça Flores.

EDMAR MELO/ARQUIVO JC IMAGEM
Setor de transporte por ônibus também tem contabilizado prejuízos devido à perda de demanda com a pandemia - EDMAR MELO/ARQUIVO JC IMAGEM

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A entidade faz, mais uma vez, um alerta sobre os riscos de o serviço sofrer uma precarização e, até, uma interrupção devido à incapacidade financeiras dos operadores se manterem - FOTO:BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias