COLUNA MOBILIDADE

Rodoviários do Grande Recife serão vacinados contra covid-19. Decisão foi tomada pelo governo de Pernambuco

Expectativa é que imunização aconteça ainda no mês de maio, mas depende do envio de doses de vacinas

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 06/05/2021 às 10:11
Notícia
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Havia a informação de que, juntos, os profissionais do transporte público coletivo da RMR somariam menos de 20 mil profissionais. Entre 10 mil e 15 mil rodoviários e 1.800 metroviários. Mas o número é ainda menor - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Uma boa notícia para os motoristas e cobradores de ônibus da Região Metropolitana do Recife. O governo de Pernambuco decidiu que irá, sim, antecipar a vacinação da categoria contra a covid-19. Está apenas aguardando a chegada de um novo lote de vacinas para anunciar o início da imunização. A intenção é que ele aconteça ainda em maio, se possível até o dia 15.

A decisão ganhou força com os apelos que os rodoviários do Grande Recife têm feito, inclusive com a realização de protestos pela cidade. No último, realizado no dia 26/4, a categoria chegou a parar os coletivos no Centro e a apresentar uma carta ao governador Paulo Câmara solicitando um posicionamento. Falou, também, que esperaria até o dia 15 de maio, e que depois dessa data poderia levar a realização de uma greve por vacinas para votação em assembleia.

Mas a decisão do Estado também teria motivações humanas. O governo entende que os profissionais do transporte público têm urgência na imunização. A questão foi levada pelo secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco, Marcelo Bruto. “Ainda não podemos dar uma data, mas há a intenção, sim, de vacinar a categoria. O governador e o secretário de Saúde estão tratando disso. Mas precisamos esperar a regularização dos envios de doses para dar a certeza”, afirmou Marcelo Bruto, que passou a mesma informação na reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM).

WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Categoria tem feito protestos e condicionou a data de 15 de maio para ter uma resposta sobre a imunização do governo. Caso não consiga ao menos uma previsão, promete levar a proposta de greve por vacinas para votação em assembleia - FOTO:WELINGTON LIMA/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias