COLUNA MOBILIDADE

Por que professores são vacinados no Recife, enquanto motoristas de ônibus não têm sequer previsão?

Comparação é inevitável depois que a Prefeitura do Recife iniciou a imunização de trabalhadores da educação básica com os rodoviários ameaçando parar por vacinas

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 05/05/2021 às 13:35
Notícia
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
A imunização dos profissionais do transporte público, assim como dos outros grupos, foi possível porque há vacinas em estoque devido à lentidão na imunização das pessoas com comorbidades e deficiências - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

É fato que, se tivéssemos um cronograma confiável de vacinação contra a covid-19, não estaríamos fazendo esse tipo de comparação. Seria desnecessário porque haveria previsibilidade na imunização. Mas com as inconstâncias que o processo sofre no Brasil, é impossível não lançar o seguinte questionamento: por que os professores podem ter a vacinação antecipada e os motoristas e cobradores de ônibus, expostos ao vírus todos os dias de trabalho, não? Qual a razão para a Prefeitura do Recife priorizar o pessoal da educação em detrimento dos rodoviários?

Confira a reportagem ELES NÃO PODEM PARAR E ESTÃO MORRENDO

Seria a pressão do setor educacional? Ou seria pouca importância dada ao transporte público coletivo, setor, vale ressaltar, acostumado a ser ignorado. Em Pernambuco e no País inteiro. Ou, ainda, por ser um sistema metropolitano e gerido pelo governo do Estado, o município entende que a antecipação deveria ser uma decisão estadual. Estamos falando de 10 mil profissionais, 15 mil no máximo (a mesma quantidade de profissionais da educação básica do Recife, segundo o município). Trabalhadores que não pararam ou ficaram em home office um dia sequer desde que a pandemia de covid-19 começou, em março de 2020.

WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Categoria tem feito protestos e condicionou a data de 15 de maio para ter uma resposta sobre a imunização do governo. Caso não consiga ao menos uma previsão, promete levar a proposta de greve por vacinas para votação em assembleia - WELINGTON LIMA/JC IMAGEM

Além do Recife, a única capital que antecipou a imunização dos profissionais da educação foi São Paulo. Mas a capital paulista é uma das poucas que também está imunizando os motoristas e cobradores de ônibus. Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ) são outras que estão imunizando os rodoviários.

Funcionários e terceirizados da educação básica também imunizados

Pelos números da própria Prefeitura do Recife, a estimativa é vacinar um público de 16 mil trabalhadores na faixa etária de 40 a 59 anos, da educação básica pública e privada. Isso porque a imunização na capital pernambucana não está sendo apenas para os professores. Atende todas as pessoas que atuam nos colégios públicos e privados da educação infantil ao ensino médio, sejam efetivos ou terceirizados.

O total de professores e funcionários das escolas municipais, estaduais, federais e particulares do Recife é de aproximadamente 27 mil pessoas. Mas quem atua na educação básica e tem 60 anos ou mais já pode se vacinar no grupo de idosos. A imunização começou no dia 29/4 e até o dia 3/5 , 3.632 pessoas tinham recebido a primeira dose da AstraZeneca (duas doses, com intervalo de 90 dias entre a primeira e a segunda aplicação).

NE10
A imunização na capital pernambucana não está sendo apenas para os professores. Atende todas as pessoas que atuam nos colégios públicos e privados da educação infantil ao ensino médio, sejam efetivos ou terceirizados - NE10

Articulação

Nos bastidores, sabe-se que a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Seduh) está trabalhando para conseguir antecipar a imunização dos rodoviários, até porque a categoria tem feito protestos e condicionou a data de 15 de maio para ter uma resposta sobre a imunização do governo. Caso não consiga ao menos uma previsão, promete levar a proposta de greve por vacinas para votação em assembleia.

Resposta da Prefeitura do Recife

A Secretaria de Saúde do Recife esclareceu, por nota, que o Plano Recife Vacina está alinhado com os planos nacional e estadual de imunização contra a covid-19 e que o grupo de trabalhadores de transporte coletivo rodoviário está dentro da prioridade estabelecida pelo Ministério da Saúde. No entanto, o grupo será contemplado de acordo com o cronograma estabelecido pelo MS e com a disponibilidade de novas doses, por parte do órgão federal.

WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Categoria tem feito protestos e condicionou a data de 15 de maio para ter uma resposta sobre a imunização do governo. Caso não consiga ao menos uma previsão, promete levar a proposta de greve por vacinas para votação em assembleia - FOTO:WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
NE10
A imunização na capital pernambucana não está sendo apenas para os professores. Atende todas as pessoas que atuam nos colégios públicos e privados da educação infantil ao ensino médio, sejam efetivos ou terceirizados - FOTO:NE10

Comentários

Últimas notícias