COLUNA MOBILIDADE

Semana Santa: veja dicas de rotas para não ficar preso no engarrafamento nesta Sexta-Feira da Paixão

As obras de alargamento de 6,8 quilômetros da BR-232, no trecho entre a bifurcação com a BR-101 (km 4,70) e a entrada da BR-408 (km 11,50), estão complicando a saída do Recife

Roberta Soares
Cadastrado por
Roberta Soares
Publicado em 15/04/2022 às 7:30 | Atualizado em 28/04/2022 às 9:21
Foto: Reprodução/Google Street View
Confira rotas alternativas para evitar transtornos e engarrafamentos neste feriado - FOTO: Foto: Reprodução/Google Street View
Leitura:

Se você está pegando a estrada para curtir o feriadão da Semana Santa no interior de Pernambuco nesta Sexta-feira da Paixão prepare-se: saia de casa o mais cedo que puder e de espírito leve para encarar retenções de trânsito no caminho.

As obras de alargamento de 6,8 quilômetros da BR-232, no trecho entre a bifurcação com a BR-101 (km 4,70) e a entrada da BR-408 (km 11,50), estão complicando a saída do Recife.

É uma obra esperada há anos e de grande impacto na circulação, principalmente nos feriados, quando o volume de 40 mil veículos diários aumenta em 40%. Ou seja, são quase 60 mil veículos circulando no trecho, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE).

Os trabalhos, que começaram em março, ainda estão na primeira fase e, neste momento, a pista principal da rodovia está interditada em pontos distintos. No sentido Recife-Caruaru, a interdição é em um sub trecho de quase 600 metros, nas imediações do Jardim Botânico.



Já no sentido contrário (Caruaru-Recife), o bloqueio é após o Atacado dos Presentes, na altura do acesso ao Bairro do Totó. A previsão, inclusive, é de que os trabalhos durem um ano.

A previsão é de que esta etapa seja finalizada ainda neste mês de abril.

Por sorte, o tráfego está sendo desviado pela pista local, existente na altura dos dois trechos em obras.

Mas não tem sido suficiente para evitar o impacto dos trabalhos na circulação, fazendo com que motoristas e passageiros do transporte público metropolitano e intermunicipal sofram.


BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Semana Santa: Obras e problemas nas rodovias BR 232, BR 104, PE 145. // Na foto: imagens de drone das obras de Alargamento da BR 232. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM


ROTAS ALTERNATIVAS

Preocupado com as retenções que já são registradas devido à obra - que ainda tem, no mínimo, onze meses pela frente -, o governo de Pernambuco está iniciando uma comunicação massiva para indicar rotas alternativas para os motoristas.

O objetivo é estimular a população a fazer outros caminhos para passar no trecho em obras. Principalmente agora, às vésperas do feriadão da Semana Santa, e até os meses de junho e julho, quando são comemoradas as festividades juninas e o interior vira destino principal no Estado.

Confira as sugestões do DER-PE:

*Quem sai da Zona Norte do Grande Recife:

Seguir pela PE-005 - a Avenida Belmino Correia, a principal de Camaragibe -, depois pegar o Ramal da Copa e, em seguida, a BR-408. De lá, retornar para a BR-232 na altura dos Curados, no limite do Recife com Jaboatão dos Guarapes.

* Quem sai da Zona Sul do Grande Recife:

Seguir pela BR-101 na direção da Zona da Mata Sul e entrar na PE-063, no sentido do município de Primavera. Após a cidade de Amaraji, pegar a PE-071, até chegar ao entroncamento com a BR-232, em Chã Grande (próximo a Gravatá).

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Saída da BR 232 para a Semana Santa, no dia 13.04.2022 - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Saída da BR 232 para a Semana Santa, no dia 13.04.2022 - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Saída da BR 232 para a Semana Santa, no dia 13.04.2022 - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

O alargamento da BR-232 prevê a requalificação do pavimento em placa de concreto na pista principal e asfalto nas marginais, construção de três passarelas, de um novo sistema de drenagem, implantação de retornos, realocação e o redimensionamento das paradas de ônibus existentes, implantação de ciclovia e calçadas em concreto, paisagismo, iluminação pública em LED e sinalização viária horizontal e vertical.

Segundo a Seinfra, o alargamento garantirá o acréscimo de 33% na capacidade viária da rodovia. E essa ampliação significará uma redução do tempo de viagem de uma hora para 25 minutos nos horários de pico - queda de 58% na duração do trajeto dos quase 6,8 quilômetros.

DIVULGAÇÃO
Nova rota alternativa à BR-232 por Jaboatão dos Guararapes - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Nova rota alternativa à BR-232 por Jaboatão dos Guararapes - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Nova rota alternativa à BR-232 por Jaboatão dos Guararapes - DIVULGAÇÃO


NOVA ROTA PARA A BR-232

Desde a quinta-feira (13), os motoristas contam com uma nova rota alternativa para fugir do estrangulamento provocado pelas obras de alargamento da BR-232 na saída do Recife.

A Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes entregou uma nova via de acesso à rodovia com a intenção de que ela seja uma opção para quem se dirige ao Agreste pernambucano.

É a Avenida Adelina Lacerda Beltrão, uma conexão que começa em Jaboatão Centro e chega à rodovia federal na altura do município de Moreno, também na Região Metropolitana do Recife.

A via tem 2,5 km de extensão, com início na PE-07 (em Jaboatão Centro), e vai até a BR-232, nas proximidades da divisa com Moreno. Representa um investimento de R$ 8 milhões.

Engavetamento envolvendo caminhões, ônibus e carros deixa feridos na BR-232, em Moreno

DICAS

A dica é para que os motoristas que saem do Recife, por exemplo, acessem a Avenida José Rufino (bairros de Afogados e Areias, na Zona Oeste da capital) e sigam por Cavaleiro, até chegar em Jaboatão Centro e acessar a nova via.

Já os condutores que saem do interior devem entrar na Avenida Adelina Lacerda Beltrão, no acesso ao condomínio Alphaville, e seguir até a PE-07.

Foto: Divulgação/Rota dos Coqueiros
O pedágio corresponde a 7% da malha rodoviária nacional pavimentada - Foto: Divulgação/Rota dos Coqueiros
Foto: Divulgação
A mudança da velocidade acontecerá em três pontos da rodovia - Foto: Divulgação


LITORAL COMO DESTINO

A situação para quem vai viajar para o Litoral de Pernambuco deverá ser mais tranquila porque, apesar do aumento do volume de veículos para destinos como Porto de Galinhas, por exemplo, não há obras como a da BR-232 no percurso.

Além disso, no caso do Litoral Sul, o motorista tem a opção de usar duas rodovias pedagiadas, o que significa garantia de mais segurança viária e qualidade de pavimento, já que paga por isso.

As concessionárias do Grupo Monte Rodovias em Pernambuco, que operam o Sistema Viário do Paiva (Rota dos Coqueiros) e o Complexo Viário de Suape (Rota do Atlântico), por exemplo, estão com uma operação especial de quinta-feira (14) até o Domingo de Páscoa (17) para receber um volume de 80 mil veículos.

As praças de pedágio contarão com serviço de papa-fila durante todo os quatro dias de operação especial. O reforço possibilita o pagamento da tarifa antes da chegada na cabine. As duas concessionárias dispõem ainda de pistas automáticas, com seis opções de operadoras: Conectcar, C6 Taggy, Move Mais, Sem Parar e Veloe.

Para evitar os horários de pico, antes de pegar a estrada os condutores podem conferir o movimento através das imagens em tempo real disponíveis nos sites www.rotadoatlantico.com.br e www.rotadoscoqueiros.com.br.

Comentários

Últimas notícias