Opinião

Chega ao Congresso MP que estabelece barreiras sanitárias para evitar disseminação da covid-19 em indígenas

Leia a opinião de Romoaldo de Souza

JC
JC
Publicado em 02/10/2020 às 8:10
Artigo
AGÊNCIA BRASIL
Nos dados da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) mais de 800 indígenas morreram, vitimados pela doença. - FOTO: AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Está de parabéns o Poder Executivo e as populações indígenas vão ficar um pouco mais protegidas. Chegou ontem ao Congresso Nacional medida provisória estabelecendo barreiras sanitárias para evitar a disseminação da covid-19.

A medida chega tarde. Chega após o registro de mais de 34 mil casos de contaminação pelo coronavírus entre os povos indígenas. Nos dados da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) mais de 800 indígenas morreram, vitimados pela doença.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estabeleceu na medida provisória que a Funai (Fundação Nacional do Índio) ficará responsável pela logística de organizar as forças de segurança que vão garantir a execução dessas barreiras sanitárias.

O noticiário nacional mostrou, recentemente, um grupo de turistas no interior de Goiás que queria a todo custo entrar em áreas habitadas pelos Kalungas, no município de Cavalcante. Foi preciso a presença de forças policiais para garantir a integridade dos moradores de comunidade do Vão das Almas.

No caso dos povos indígenas, certamente a vigilância terá de ser redobrada para impedir a entrada de grileiros e garimpeiros, principais vetores do vírus.

Pense nisso!

Comentários

Últimas notícias