romoaldo de souza

PSDB corre o risco de desaparecer do mapa político caso Doria cumpra com ameaça de judicializar disputa

Dias atrás, as direções do MDB e do PSDB decidiram que as duas legendas teriam candidatura única na disputa ao Palácio do Planalto e quem estivesse mais bem pontuado seria o candidato

Romoaldo de Souza
Cadastrado por
Romoaldo de Souza
Publicado em 17/05/2022 às 7:35
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
João Doria (PSDB) está com um pé fora da disputa presidencial - FOTO: GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
Leitura:

Mesmo tendo recebido as bênçãos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-governador de São Paulo João Dória está com um pé fora da disputa presidencial. FHC apressou-se em ir ao Twitter para elogiar o ex-governador paulista. “Agiu bem o candidato João Doria. Ressaltando que o resultado das prévias deve ser respeitado”, disse o ex-presidente.

Vamos entender esse imbróglio que pode explodir na reunião da Comissão Executiva do PSDB, nesta terça-feira, em Brasília. Dias atrás, as direções do MDB e do PSDB decidiram que as duas legendas teriam candidatura única na disputa ao Palácio do Planalto e quem estivesse mais bem pontuado seria o candidato.

Agora, faltando pouco mais de 15 dias para a data marcada do anúncio da candidatura única, o ex-governador João Dória divulgou uma carta [aquela elogiada por FHC] acusando o partido de “golpe” por não respeitar as prévias em que foi escolhido o candidato. “Qual foi a nossa surpresa ao saber que, apesar de termos vencido legitimamente as prévias, as tentativas de golpe continuaram acontecendo. As desculpas para isso são as mais estapafúrdias, como, por exemplo, a de que estaríamos mal colocados nas pesquisas de opinião pública e com altos índices de rejeição, cinco meses antes do pleito.”

A mais recente pesquisa Genial/Quaest aponta que se as eleições fossem hoje, o ex-governador João Dória teria 3% das intenções de voto enquanto que a senadora Simone Tebet (MDB) aparece com 1%.

Mas o que vale para a decisão final de escolha de quem será o candidato da provável aliança MDB/PSDB é uma pesquisa qualificada contratada pelas duas legendas.

O PSDB, que já comandou o país por oito anos, corre o risco de desaparecer do mapa político caso João Dória cumpra com a ameaça de judicializar a disputa.

E que situação!

Pense nisso!

Comentários

Últimas notícias