INVESTIGAÇÃO

Ministério da Justiça comemora prisão de estuprador em série em Pernambuco, graças a DNA

Homem de 38 anos teria feito pelo menos 14 vítimas em seis cidades da Região Metropolitana do Recife

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 26/06/2021 às 9:00
Notícia
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Vítimas eram abordadas pelo homem que chegava numa moto - FOTO: Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Em relatório apresentado nesta semana, o Ministério da Justiça e Segurança Pública comemorou a prisão de um estuprador em série que atuava em Pernambuco. A identificação e posterior captura do homem de 38 anos, que está preso aguardando julgamento, foi possível graças à coleta de DNA realizada pelo Instituto de Genética Forense do Estado, que contribui com a Rede Nacional de Bancos de Perfis Genéticos.

As investigações foram conduzidas pela Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente (DPCA) de Paulista. O acusado abusou sexualmente de 14 vítimas, entre adolescentes e adultas. As agressões foram cometidas em seis diferentes municípios da Região Metropolitana do Recife (entre eles Paulista, Jaboatão dos Guararapes e Recife). Tais crimes ocorreram durante o ano de 2020 e o início de 2021, segundo relatos contidos nos boletins de ocorrência registrados na DPCA. 

As vítimas eram surpreendidas pelo criminoso em uma motocicleta quando, em locais ermos, anunciava-se um roubo e, na sequência, eram violadas sexualmente mediante ameaça através de arma branca. A prisão do acusado ocorreu em 27 de abril, mas as investigações continuaram. 

Com as denúncias formalizadas à polícia e os exames feitos nas vítimas, houve o cruzamento de material genético. E assim foi possível confirmar a autoria dos crimes sexuais. 

ARTES JC
>> - ARTES JC

Segundo o Ministério da Justiça, a análise do DNA permitiu a orientação das investigações, uma vez que os casos não haviam sido correlacionados entre si anteriormente, contribuindo com os inquéritos em curso, que puderam contar com um conjunto de informações mais robusto.

Em nota, nessa sexta-feira (25), a Polícia Civil de Pernambuco informou que os "inquéritos foram concluídos e remetidos à Justiça". 

OUTRAS INVESTIGAÇÕES

A inserção de perfis genéticos pelo banco de Pernambuco na Rede Nacional de Bancos de Perfis Genéticos auxiliou em 33 investigações nos últimos seis meses. 

De dezembro de 2020 a junho de 2021, Pernambuco registrou um acréscimo 418 de perfis genéticos inseridos no Banco Nacional. O estado é o segundo com maior contribuição absoluta de perfis genéticos, com 14.382 materiais, seguido por Minas Gerais (9.369).

 

 

Comentários

Últimas notícias