VIOLÊNCIA

Armas de fogo foram usadas em 81% dos homicídios em Pernambuco neste ano

Estatísticas comprovam perigo do aumento da circulação de armas nas mãos de civis

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 30/07/2021 às 6:30
Notícia
ARTUR ARAÚJO/JC IMAGEM
Maioria dos assassinatos no Estado teve a arma de fogo como instrumento - FOTO: ARTUR ARAÚJO/JC IMAGEM
Leitura:

Em 81% dos homicídios registrados em Pernambuco, no primeiro semestre deste ano, a arma de fogo foi o instrumento usado contra as vítimas. As estatísticas são da Secretaria Estadual de Planejamento. O número alto não surpreende para quem já acompanha o assunto, mas reforça a necessidade de se diminuir (e não o contrário) a quantidade de armas circulando nas mãos de civis. 

No total, 1.679 homicídios foram mapeados no Estado entre 1º de janeiro e 30 de junho. Em 1.356 casos, armas de fogo foram utilizadas. Já em 192, foram armas brancas (facas e facões, por exemplo). Em 130 mortes, outros tipos de objeto foram usados. E em um caso, uma motocicleta foi utilizada para matar a vítima. 

Somente no primeiro semestre deste ano, a Polícia Federal liberou a civis o equivalente a 419 armas de fogo por dia no Brasil. A quantidade, que totalizou 76.329 novas armas em circulação, representa crescimento de 67% ante os primeiros seis meses do ano passado. É a maior taxa em 13 anos.

ESTÍMULO

Levantamento do Instituto Sou da Paz revelou que 31 alterações de portarias e decretos flexibilizaram e facilitaram o acesso às armas de fogo, desde o início do governo de Jair Bolsonaro. O presidente é um dos principais defensores da política de armamento da sociedade. 

 

Comentários

Últimas notícias