VIOLÊNCIA

Em meio à flexibilização das atividades, roubos e furtos crescem em Pernambuco

Pelo segundo mês consecutivo, crimes contra a o patrimônio apresentam alta em relação a 2020

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 15/10/2021 às 17:53
Notícia
BETO DLC/JC IMAGEM
Ação policial em assalto a loja das Casas Bahia, em Jaboatão. - FOTO: BETO DLC/JC IMAGEM
Leitura:

Em meio à flexibilização das atividades econômicas, graças à queda dos índices da pandemia da covid-19, a violência volta a crescer em Pernambuco. Pelo segundo mês consecutivo, os crimes contra o patrimônio, que englobam os roubos e furtos, tiveram crescimento em relação a 2020, relevam dados divulgados nesta sexta-feira (15) pela Secretaria de Defesa Social (SDS).

No último mês de setembro, 4.075 roubos e furtos foram registrados, contra 3.742 no mesmo período do ano passado. Já em agosto de 2021, foram 4.321 ocorrências registradas nas delegacias contra 4.085 no mesmo mês de 2020

Em 29 de setembro, três homens foram presos em flagrante após assaltarem uma loja em Jaboatão dos Guararapes. Na ocasião, funcionários foram feitos reféns. 

No acumulado do ano, porém, os crimes contra o patrimônio estão com uma leve queda. A diferença chegou a -4,6%, pois este ano somou 38.924 casos no Estado, enquanto no ano anterior foram 40.801. 

HOMICÍDIOS

Apesar do aumento registrado em agosto, Pernambuco finalizou o mês de setembro com redução dos homicídios. Foram 280 mortes violentas no mês passado contra 288 em setembro de 2020. A redução foi de 2,8%. 

No acumulado do ano, 2.504 foram assassinadas. Já no mesmo período de 2020, foram 2.836. A queda é de 11,7% - resultado próximo à meta prevista do Pacto pela Vida, que é de redução anual de 12%. 


Comentários

Últimas notícias