SEGURANÇA

Nova tecnologia vai ajudar PM a combater crimes e evitar 'excessos' em Pernambuco

Policiais militares do interior serão os primeiros a receber novo equipamento nesta quarta-feira (03)

Raphael Guerra
Cadastrado por
Raphael Guerra
Publicado em 02/11/2021 às 9:00 | Atualizado em 03/11/2021 às 14:48
SDS/Divulgação
Policiais militares vão estar equipados com os radiocomunicadores para agilizar trabalho - FOTO: SDS/Divulgação
Leitura:

Uma nova tecnologia vai facilitar a comunicação entre os policiais militares e promete garantir mais agilidade nas decisões durante as ocorrências em Pernambuco. Nesta quarta-feira (03), 669 novos radiocomunicadores digitais, além de 12 torres de transmissão com Sistema Tetra, começarão a ser entregues aos batalhões. A comunicação via rádio será possível graças a um convênio entre a Secretaria de Defesa Social do Estado com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O investimento é de R$ 6,5 milhões.

Inicialmente, segundo a SDS, o sistema operará em 42 municípios da Zona da Mata, Agreste e Sertão, sendo gradualmente implantado em todo o Estado. Isso porque, atualmente, os radiocomunicadores usados pelos PMs no interior funcionam apenas na linguagem analógica e há dificuldades em telecomunicações.

Com a mudança, a radiocomunicação digital permitirá a troca de informações mais segura entre os profissionais da segurança que atuam nas ruas e os centros de comando e controle. O novo sistema tem integração a GPS e as conversas serão auditáveis. Assim, será possível saber, em tempo real, onde se utilizaram os rádios, bem como dias, horários e coordenadas geográficas. Também será possível recuperar as conversas gravadas quando necessário.

SDS/DIVULGAÇÃO
Radiocomunicadores da SDS - SDS/DIVULGAÇÃO

Isso é um avanço importante porque vai garantir mais transparência das ações policiais, contribuindo para decifrar possíveis questionamentos e até denúncias de excessos praticados pelos militares. Esclarecendo, por exemplo, quem deu a ordem para determinadas ações.

Importante relembrar a ação violenta de policiais do Batalhão de Choque que atiraram contra manifestantes que participavam de um ato pacífico com críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro, em 29 de maio deste ano. Na ocasião, dois trabalhadores que passaram pelo ato acabaram atingidos por tiro de elastômero (bala de borracha) e perderam a visão de um dos olhos, cada um. Até hoje ainda não houve uma resposta clara sobre quem deu a ordem para que os PMs atirassem.

Segundo o secretário de Defesa Social, Humberto Freire, as vantagens são tanto administrativas como operacionais. "O projeto promove a integração entre as Polícias Militar, Civil e Científica e o Corpo de Bombeiros Militar, permitindo ainda a participação de outros órgãos, como as guardas municipais e o Samu. O objetivo é buscar mais eficiência na repressão e na apuração das infrações penais, ao mesmo tempo em que otimiza recursos e torna mais céleres os serviços prestados à sociedade", pontuou.

LANÇAMENTO

O lançamento do projeto, que ocorrerá no auditório da SDS, contará com a presença do governador Paulo Câmara e do secretário Humberto Freire, além dos comandantes e chefes das polícias Militar, Civil, Científica e do Corpo de Bombeiros.

Na Zona da Mata, as primeiras cidades a receber os radiocomunicadores digitais são Belém de Maria, Catende, Jaqueira, Maraial, Palmares, Quipapá e São Benedito do Sul. Do Agreste, serão contemplados os municípios de Angelim, Agrestina, Altinho, Bezerros, Belo Jardim, Bom Conselho, Bonito, Brejão, Brejo da Madre de Deus, Caetés, Cachoeirinha, Canhotinho, Capoeiras, Caruaru, Cupira, Garanhuns, Ibirajuba, Jurema, Lagoa do Ouro, Lagoa dos Gatos, Lajedo, Riacho das Almas, Santa Cruz do Capibaribe, São Bento do Una, São Caetano, São João, São José do Belmonte, Sairé, Taquaritinga do Norte, Toritama e Vertentes. Por fim, o Sertão receberá os equipamentos em Betânia, Calumbi e Serra Talhada. Já as estações de repetição do sinal digital se localizam em Arcoverde, Caruaru, Taquaritinga, Brejo da Madre de Deus, Catende, Lagoa dos Gatos, Quipapá, Garanhuns, Jurema, Betânia, Custódia e Serra Talhada.

PARCERIA

O novo sistema também beneficiará parceiros da segurança pública nas esferas federal e municipal. "Com o rádio analógico ainda tínhamos muitas áreas de sombra, ou seja, certos locais que o sinal não alcançava. O digital elimina esse entrave. Outra vantagem é permitir que outras corporações, como a Polícia Rodoviária Federal, as guardas municipais e o Samu, utilizem o sinal digital sem precisar investir em estações base, que são as da SDS", afirmou o coordenador do Centro Integrado de Operações de Defesa Social da SDS (Ciods), coronel Luciano Nunes.

Comentários

Últimas notícias