VIOLÊNCIA

Assassinatos voltam a crescer em São José da Coroa Grande, paraíso do Litoral Sul de Pernambuco

Em dez meses, município já registrou mais mortes do que em todo o ano de 2020

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 18/11/2021 às 6:30
MONA LISA DOURADO/ACERVO JC IMAGEM
São José da Coroa Grande é destino turístico bastante procurado no Estado - FOTO: MONA LISA DOURADO/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Um dos destinos turísticos mais belos e procurados do Litoral Sul de Pernambuco, o município de São José da Coroa Grande volta a enfrentar uma escalada da violência. No último mês de outubro, segundo balanço da Secretaria de Defesa Social (SDS), seis pessoas foram assassinadas na cidade. É o maior número, em um único mês, desde fevereiro de 2018, quando 11 vítimas morreram.

Somente no dia 9 de outubro, três homens foram mortos em localidades distintas. Uma das vítimas foi identificada como Alexsander Figueiredo de Santana, de 20 anos. O corpo dele foi encontrado em estado de decomposição numa área de mangue. O Instituto de Criminalística identificou perfurações provocadas por arma de fogo. Uma das linhas de investigação, na época, apontou para suposto envolvimento da vítima com o tráfico de drogas.

A disputa entre organizações criminosas pelo domínio do tráfico na região é antiga. Em 2017, São José da Coroa Grande registrou um boom da violência - por causa da guerra entre criminosos. Foram 41 assassinatos, número nunca antes visto na história do município. Naquele ano, a taxa de homicídios cresceu 127% em relação a 2016.

Neste ano, até 31 de outubro, 21 pessoas foram assassinadas no município. A maioria das vítimas era do sexo masculino e com idades entre 18 e 34 anos. Para se ter uma ideia da grave situação, ao longo de todo o ano de 2020, foram 15 mortes violentas.

ARTES JC
Estatísticas de homicídios em São José da Coroa Grande - ARTES JC

O município tem uma população estimada em pouco mais de 21 mil pessoas. Parte expressiva conta com o turismo para conseguir a renda mensal e levar comida para casa. Com a criminalidade ganhando espaço, no entanto, a preocupação dos moradores cresce, porque muitos temem que caia a procura de turistas interessados em visitar a cidade.

INVESTIGAÇÃO

Sérgio Bernardo/Acervo JC Imagem
Em 2017, São José da Coroa Grande registrou altos índices de violência - Sérgio Bernardo/Acervo JC Imagem

A coluna Ronda JC solicitou à Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) um porta-voz para falar sobre a violência em São José da Coroa Grande. Mas, como vem sendo recorrente, a assessoria da PCPE não autorizou a entrevista. Enviou apenas uma nota oficial.

No texto, informa que "cinco dos seis CVLIs (Crimes Violentos Letais Intencionais, onde estão inseridos os homicídios) registrados no último mês de outubro possuem ligação e já estão esclarecidos com autoria e motivação, estando os inquéritos policiais em fase de conclusão para remessa ao Ministério Público".

A coluna novamente questionou quais seriam as motivações desses crimes, mas a assessoria da PCPE não respondeu.

A nota afirmou ainda que ações integradas entre a Polícia Civil e a Polícia Militar estão sendo realizadas para garantir a redução da criminalidade no município. Mas não pontuou quais são essas ações.

Comentários

Últimas notícias