VIOLÊNCIA

Assaltos recentes expõem insegurança nos parques e praças da Zona Norte do Recife

No mês passado, ciclistas foram vítimas de abordagens violentas. Agora, são pedestres roubados por dupla em moto

Raphael Guerra
Cadastrado por
Raphael Guerra
Publicado em 23/11/2021 às 6:30
REPRODUÇÃO/TV JORNAL
VÍTIMA Mulher foi abordada por dois criminosos, em plena luz do dia, em frente à praça de Casa de Forte - FOTO: REPRODUÇÃO/TV JORNAL
Leitura:

A sequência de assaltos dentro ou próximos a parques e praças da Zona Norte do Recife expõe a falta de segurança para quem procura esses espaços públicos para se exercitar. No mês passado, ciclistas foram vítimas de abordagens violentas no Parque de Santana, no bairro de Santana, e também nas proximidades do Parque da Jaqueira. Após a prisão de alguns suspeitos, houve uma trégua. Agora, pedestres estão sendo abordados violentamente por homens que passam em uma moto nas proximidades da praça de Casa Forte. 

Na última semana, pelo menos dois assaltos, em plena luz do dia, foram registrados na praça. As ações foram filmadas pelas câmeras de segurança. Até a noite dessa segunda-feira (22), nenhum suspeito havia sido preso.

Um dos assaltos ocorreu pouco antes do horário do almoço. O homem que estava na garupa de uma moto desceu, enquanto o piloto permaneceu no veículo. No instante em que uma mulher saiu de um estabelecimento com uma placa e colocou na calçada, ela foi abordada. 

A vítima ainda tentou fugir, mas foi derrubada no chão de forma violenta pelo assaltante. Logo depois, o criminoso arrancou o colar que estava no pescoço da mulher e subiu novamente na moto. Os dois homens fugiram em seguida. A vítima contou com a ajuda de pessoas que passavam no local e viram a cena.

Já na outra investida criminosa, a vítima foi um morador de Casa Forte que estava caminhando perto da praça. A abordagem foi bem semelhante. O assaltante se aproximou e arrancou o cordão que estava no pescoço dele. Ao lado da praça, um motoqueiro esperava o assaltante. Os dois fugiram com facilidade.

Não havia nenhuma viatura de polícia passando pelo local.

Mas, em nota, a Secretaria de Defesa Social (SDS) afirmou que "equipes fazem rondas e abordagens no local e arredores, em todos os turnos. Além do trabalho diário prevenção e repressão a crimes patrimoniais e possíveis conflitos, a área é reforçada com unidades especializadas, como BPChoque, RPMon e a CIPMoto".

Ainda de acordo com o órgão, a Delegacia de Casa Amarela "está dedicada à investigação e próxima da identificação dos suspeitos, que possivelmente se tratam de um adolescente e um adulto".

SANTANA

Em outubro, vários casos de abordagens agressivas a ciclistas, seguidas de roubos das bicicletas, foram registrados pela polícia. Uma das vítimas foi um professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ele andava de bicicleta pela ciclovia, quando homens correram e já chegaram de forma agressiva. A vítima teve quatro costelas quebradas, além da clavícula e de um dedo da mão. 

Ainda em outubro, houve reforço de segurança no Parque de Santana. E suspeitos foram presos. Mas o medo continua entre os frequentadores no espaço público. 

Comentários

Últimas notícias