JUSTIÇA

Acusado de feminicídio da namorada em Olinda é julgado nesta terça-feira (05)

Julgamento do réu, preso em 2016, ocorre exatamente no Dia Estadual de Combate ao Feminicídio

Raphael Guerra
Cadastrado por
Raphael Guerra
Publicado em 05/04/2022 às 6:30
ACERVO PESSOAL
Jonata Zoberto Verçosa de Lima é acusado pelo feminicídio da namorada, a vendedora Carolline Marry de Oliveira, 24, em Olinda - FOTO: ACERVO PESSOAL
Leitura:

O júri popular de Jonata Zoberto Verçosa de Lima, de 37 anos, acusado pelo feminicídio da namorada, a vendedora Carolline Marry de Oliveira, 24, está previsto para começar às 9h desta terça-feira (05), na Vara do Tribunal do Júri do Fórum de Olinda. A data é simbólica. Trata-se do Dia Estadual de Combate ao Feminicídio

Jonata será julgado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, não dar chance de defesa à vítima e feminicídio), de acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

O assassinato da vendedora aconteceu na madrugada do dia 23 de outubro de 2016, dentro do carro do acusado, durante a saída de um show no Complexo de Salgadinho, em Olinda. Na época, ele chegou a afirmar à polícia que a vítima foi morta durante um assalto.

A versão apresentada pelo acusado - e posteriormente desmentida pela polícia e perícias - foi a de que o casal estava no carro saindo de um estacionamento quando um homem armado anunciou o assalto, pedindo os celulares das vítimas.

"Ele pediu o celular do motorista, que entregou. Quando ele viu que o visor estava quebrado, jogou fora e pediu o da moça. O namorado acabou acelerando o carro e o assaltante disparou a arma", explicou o delegado Joaquim Braga, a partir do depoimento inicial do Jonata.

As investigações da polícia apontaram para o feminicídio. 

COMO SERÁ O JÚRI

A magistrada que presidirá o julgamento é a juíza Flávia Fabiane Nascimento Figueira. Durante a sessão, haverá o depoimento de três testemunhas arroladas pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Em seguida, haverá o interrogatório do réu.

Após a fase de depoimentos, terá início a fase de debates entre acusação e defesa, com 1h30 de duração para cada. Depois, poderá acontecer réplica do MPPE com duração de 1h e tréplica da defesa também com 1h de duração. Encerrado o debate, os jurados reúnem-se em uma sala reservada para decidirem pela culpa ou inocência do réu. Em seguida, a juíza fará a leitura da sentença no plenário.

FEMINICÍDIOS CRESCERAM EM 2021

ARTES/JC
Números da violência - ARTES/JC

Ao todo, segundo a secretaria de Defesa Social (SDS), 86 casos de feminicídios foram contabilizados em Pernambuco em 2021. No ano anterior, foram 75. O aumento foi de 14,6% - uma média de uma morte violenta a cada quatro dias.

Ao mesmo tempo em que esse tipo de crime cresceu, as denúncias de violência doméstica caíram nas delegacias da Polícia Civil. O ano terminou com 40.846 queixas de mulheres - uma queda de 1,84% em relação às 41.612 denúncias registradas em 2020. A estatística demonstra a necessidade de as vítimas procurem ajuda imediata.

Comentários

Últimas notícias