COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Em uma semana, aumenta em quase 20% o número de casos respiratórios graves com sintomas de covid-19 em Pernambuco

Segundo dados da Secretaria de Saúde de Pernambuco, foram registrados 798 casos de srag entre 3 e 9 de janeiro deste ano - 19% a mais do que a semana anterior

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 11/01/2021 às 20:04
Notícia

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Mesmo diante do aumento de casos de covid-19 em Pernambuco, parte da população não cumpre regras sanitárias e se expõe ao coronavírus sem proteção - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Após duas semanas em queda com os casos notificados de síndrome respiratória aguda grave (srag), Pernambuco iniciou a primeira semana epidemiológica de 2021 com aumento de 19% no número de pacientes que apresentam essa condição (considerados quadros suspeitos de covid-19), em comparação com a última semana epidemiológica de 2020.

>> Pernambuco tem maior média móvel de casos e óbitos pela covid-19 de 2021 nesta segunda (11)

>> "Aglomerações de fim de ano e Carnaval vão ter um preço", alerta especialista sobre covid-19 

>> OMS descarta imunidade coletiva contra covid-19 em 2021

Segundo dados da Secretaria de Saúde de Pernambuco, foram registrados 798 casos de srag entre 3 e 9 de janeiro deste ano - 19% a mais do que a semana anterior, de 27 de dezembro de 2020 a 2 de janeiro deste ano, que acumulou 670 casos de srag. 

Paralelamente a esse aumento, o Estado tem 84% das 952 vagas de terapia intensiva (UTI) ocupadas. Esse número já contempla os leitos reativados nos últimos dias. Ou seja, mesmo com a assistência hospitalar ampliada, a taxa de ocupação das UTIs não cai. O mesmo tem ocorrido com as vagas de enfermaria. O Estado reabre os leitos, e a taxa sobe. Nesta segunda-feira (11), estão ocupadas 68% das 892 enfermarias voltadas para casos suspeitos e confirmados da infecção pelo novo coronavírus. Há uma semana, dia 4, o índice era de 65%, com um número menor de leitos: 886. 

>> Brasil chega a 8,13 milhões de casos de covid-19 e tem 203,5 mil mortes 

Preocupado com esse cenário, na coletiva de imprensa do último dia 6, o secretário Estadual de Saúde, André Longo, defendeu o respeito aos protocolos como única forma de evitar a transmissão do vírus. “Para que as atividades continuem funcionando sem colocar vidas em risco, é preciso seguir as normas que norteiam o Plano de Convivência e que estão centradas no distanciamento, uso de máscara, higiene e monitoramento”, destacou Longo.

Ele também frisou que, a cada três pacientes que desenvolvem quadros graves da doença, ao menos um acaba não resistindo. “É para não transmitir o vírus e provocar mortes que todos devemos reforçar os cuidados. O vírus pode ser silencioso e inofensivo para uma pessoa, mas para alguém próximo pode ser fatal. Não vamos deixar que um verão de descuido interrompa a vida das pessoas que amamos”, acrescentou o secretário.

Balanço

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nesta segunda-feira (11), 719 casos da covid-19. Entre eles, 17 são casos de srag e 702 são leves. Agora, Pernambuco totaliza 232.756 casos confirmados da doença. Além disso, o boletim registra um total de 198.880 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.607 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 180.273 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 11 novos óbitos, registrados entre os dias 21/12/2020 e 10/01/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Arcoverde (1), Carpina (1), Floresta (1), Goiana (1), Jaboatão dos Guararapes (4), Olinda (1), Petrolândia (1) e Sera Talhada (1). Com isso, o Estado totaliza 9.851 mortes pela doença.

 

Comentários

Últimas notícias