COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Covid-19: enviados por Pernambuco, concentradores de oxigênio chegam a Manaus

Equipamentos, que correspondem a um peso de três toneladas, vão ajudar na grave situação vivenciada pelo Amazonas em meio à pandemia da covid-19.

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 17/01/2021 às 19:05
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Avião levou cilindros de oxigênio para socorrer Manaus - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Os 200 concentradores de oxigênio, enviados pelo governo de Pernambuco e pela Prefeitura do Recife para o Governo do Amazonas, chegaram na tarde deste domingo (17) em Manaus, em voo da companhia aérea Azul. Os equipamentos, que correspondem a um peso de três toneladas, vão ajudar na grave situação vivenciada pelo Amazonas em meio à pandemia da covid-19.

Os equipamentos são indicados para o tratamento de pacientes que precisam de suporte de oxigênio e fornecem até 5 litros de O2 por minuto. Os concentradores funcionam pegando o oxigênio a partir do ambiente, purificando e concentrando a substância, que fica com pureza de até 95%.

Os equipamentos enviados pelas gestões estadual e municipal foram utilizados pelos hospitais de campanha que foram desmobilizados. O apoio ao Amazonas, segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES), não compromete a estrutura de assistência hospitalar aos pacientes com a covid-19 no Estado.

"O enfrentamento à covid-19 é um desafio de todo o Brasil e, neste momento, estamos todos imbuídos do sentimento de ajudar nossos irmãos amazonenses nesse momento difícil. Esse é um gesto humanitário, que será importante para que o Amazonas supere a crise e que não tem impacto na assistência aos pernambucanos", afirma o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo.

Comentários

Últimas notícias