PANDEMIA

Duas semanas após feriado de réveillon, média móvel de mortes em Pernambuco apresenta alta

Estado registrou mais 322 casos e 11 mortes nesta segunda-feira (18)

JC
JC
Publicado em 18/01/2021 às 13:03
Notícia

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Covas abertas, no Cemitério Parque das Flores, para enterrar vítimas da covid-19 - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Há uma semana, as médias móveis de casos e mortes por covid-19 em Pernambuco vêm apresentando uma tendência de alta ou de estabilidade. Nesta segunda-feira (18), com a confirmação de mais 11 óbitos que ocorreram entre os dias 3 de dezembro de 2020 e 17 de janeiro de 2021, o índice teve aumento de 86% quando comparado ao número de duas semanas atrás, referente à segunda-feira pós-réveillon.

O indicador chamado de "média móvel" é calculado pela soma de registros da última semana dividido por sete. É considerada tendência de alta ou queda quando a variação é superior a 15%, para baixo ou para cima. Esta é a maneira mais eficaz de medir o avanço da pandemia. 

Assim, entre os dias 1º e 7 de janeiro, as médias de mortes configuraram quedas entre 17% e 39% no Estado. O fenômeno pode ser explicado pela retenção de confirmações no feriado de ano novo, fator que normalmente ocorre em finais de semana e feriados. Quando comparado os números de hoje com o da época, há aumento expressivo. Nesta segunda, a média móvel de óbitos está em 26.

Casos

Nesta segunda, forma confirmados mais 322 casos. Entre eles, 33 (10%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 289 (90%) são leves. No total, o Estado teve 30.343 quadros considerados graves e 211.066 leves.

A média móvel de infectados está em 1.236, em tendência de estabilidade em relação ao número de duas semanas atrás. O ano de 2021 começou com uma queda no índice; no entanto, desde o dia 9 de janeiro, voltou a apresentar tendência de estabilidade ou de alta — esta última ocorrendo apenas nos dias 11, 16 e 17.

 

Comentários

Últimas notícias