COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Vacina contra covid: 600 profissionais do Samu Recife recebem a segunda dose nesta quarta-feira

Com a segunda dose, trabalhadores do Samu terminam o esquema vacinal contra a covid-19

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 16/02/2021 às 19:39
Notícia

IGGOR GOMES/PCR
Profissionais do Samu receberam a primeira dose da vacina contra covid-19 entre os dias 25 e 27 de janeiro - FOTO: IGGOR GOMES/PCR
Leitura:

Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), da Prefeitura do Recife, terminam nesta quarta-feira (17), o esquema vacinal contra a covid-19. A vacinação dos cerca de 600 profissionais, que receberam a primeira dose entre os dias 25 e 27 de janeiro, ocorre na sede do serviço, localizada na Avenida Manoel Borba, 951, no bairro da Boa Vista, Centro do Recife.

Leia também: Samu Recife: covid-19 causa primeira morte entre socorristas

Desde o início da pandemia, o Samu Metropolitano do Recife tornou-se a porta de entrada para assistência a pacientes com sintomas respiratórios, bem como o responsável pelo transporte entre as unidades que fazem o primeiro atendimento, como as emergências das policlínicas, Unidades de Pronto Atendimento (Upas) e os hospitais de campanha.

Leia também: Um ano de covid-19: mais de um terço das mortes no Recife estão concentradas em dez bairros mais populosos; confira

A partir do socorro à primeira paciente com suspeita de covid-19, no fim de fevereiro de 2020, até agora, o Samu registrou mais de 13 mil chamados por causas respiratórias, que geraram mais de 7 mil atendimentos a pessoas com sintomas sugestivos da infecção pelo novo coronavírus.

No último domingo (14), após uma série de dias com a covid-19 em alta, o Samu registrou a média móvel de 8,3 ambulâncias enviadas para ocorrências de casos suspeitos de síndrome respiratória aguda grave. Nesse dia, a central recebeu oito chamados, com acionamento de cinco ambulâncias para os atendimentos. Esse dado, que foi o menor registrado desde o início do ano, aponta uma redução importante, segundo a Prefeitura do Recife, em comparação com os números da semana anterior, quando a menor média semanal foi de 9,6, no sábado (13). Em maio, durante o pico da pandemia na cidade, o Samu Metropolitano do Recife chegou a acionar as ambulâncias 80 vezes, em um único dia, para prestar socorro a pessoas com problemas respiratórios.

 

Comentários

Últimas notícias