PANDEMIA

Anvisa notifica caso suspeito da cepa indiana do coronavírus no Ceará

Homem de 35 anos testou positivo para a Covid-19. É necessário aguardar resultado de teste genômico para identificar se o caso foi devido à variante indiana do coronavírus

Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Publicado em 21/05/2021 às 12:53
Notícia
 BARBARA MOIRA
Os dois homens que vieram da Índia desembarcaram em Fortaleza no dia 9 de maio. - FOTO: BARBARA MOIRA
Leitura:

Na segunda-feira, 17 de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) notificou um caso suspeito da variante indiana do coronavírus no Ceará. No dia seguinte, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) realizou visita técnica ao local de isolamento de um passageiro que veio da Índia e desembarcou em Fortaleza no dia 9 de maio. A pasta comunicou sobre a notificação somente nesta sexta-feira, 21.

"O itinerário do paciente foi Índia-Catar-São Paulo-Fortaleza. É um paciente assintomático. Fez os protocolos da empresa: dois testes RT-PCR que deram negativo antes de viajar. Quando ele chegou, fez novos exames e foi verificada a positividade da Covid-19", explica Magda Almeida, secretária-executiva de Vigilância e Regulação da Sesa.

De acordo com informações da Sesa, o homem, de 35 anos, realizou dois testes para detectar o coronavirus, nos dias 10 e 11 de maio; ambos resultaram positivo. Uma semana depois, no dia 18, um novo teste já não detectou a presença do vírus no organismo do viajante.

"É um paciente com carga viral baixa e a gente entende que tem uma baixa probabilidade de contaminação, ainda mais seguindo os protocolos", enfatiza Magda Almeida. "A Fiocruz deu até o final da próxima semana para que o isolamento genético seja concluído e a gente possa avaliar se há confirmação dessa variante indiana em território nacional", explica.

O homem está em isolamento preventivo em um hotel que, segundo a secretária, obedece protocolos rígidos de biossegurança e permanece sem sintomas. Ele veio da Índia com um colega de empresa, que também está sem sintomas e realizou testes nos dias 10 e 12 de maio, com resultados negativos.

A Sesa afirma ainda que monitora o isolamento do paciente e acompanha as análises dos exames e laudos laboratoriais para rastreio de variante por meio de vigilância genômica.

Comentários

Últimas notícias