COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Reaceleração da covid-19 mantém suspensas cirurgias eletivas em Pernambuco

Nova portaria da prorrogação foi publicada, neste sábado (5), no Diário Oficial do Estado (DOE)

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 05/06/2021 às 18:54
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Objetivo é evitar sobrecarga nos sistemas de saúde e destinar maior número de profissionais, leitos e insumos médico-hospitalares para o atendimento de pessoas com sintomas de covid-19 - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Seguem suspensas, até o dia 20 de junho, as cirurgias e procedimentos eletivos que demandem internação hospitalar em Pernambuco, tanto na rede pública quanto privada. Esses são aqueles procedimentos agendados previamente - ou seja, não urgentes, mas que podem ser adiados sem prejuízo à saúde do paciente. A nova portaria da prorrogação foi publicada, neste sábado (5), no Diário Oficial do Estado (DOE).

O objetivo é evitar sobrecarga nos sistemas de saúde e destinar maior número de profissionais, leitos e insumos médico-hospitalares para o atendimento de pessoas com suspeitas ou confirmação da infecção pelo novo coronavírus. Continuam mantidas as cirurgias eletivas inadiáveis, como as oncológicas, cardíacas, transplantes e procedimentos que possam causar dano permanente ao paciente em caso de adiamento, além das cirurgias ambulatoriais que não demandam internamento hospitalar.

Além disso, reforça-se que também permanece mantido o funcionamento das unidades de consultórios, clínicas, laboratórios e hospitais com a realização de consultas, procedimentos diagnósticos e terapêuticos ambulatoriais, além dos serviços de urgência e emergência.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) reforça que os servidores que atuam nessas cirurgias eletivas e foram realocados para outras áreas da assistência hospitalar ou teletrabalho serão mantidos nessas funções.

Comentários

Últimas notícias