COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Veja quais cidades vão receber as vacinas da Janssen em Pernambuco; imunizante só precisa de uma dose

Governador Paulo Câmara pactuou com os municípios uma estratégia diferente para a distribuição da vacina

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 10/06/2021 às 16:52
Notícia
KAMIL KRZACZYNSKI/AFP
A Janssen é a única vacina de dose única aplicada no Brasil, até o momento - FOTO: KAMIL KRZACZYNSKI/AFP
Leitura:

Em pronunciamento na tarde desta quinta-feira (10), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, informou que pactuou com os municípios uma estratégia diferente para a distribuição da vacina da Janssen, que deverá chegar ao Brasil na próxima semana, de acordo com o governo federal.

"Por ser uma vacina de dose única, o que acelera o processo de imunização completa, não vamos limitar sua distribuição à capital, conforme orientou o Ministério da Saúde", informou o governador. Além do Recife, ela será distribuída para Caruaru e Garanhuns (no Agreste); Serra Talhada, Arcoverde e Afogados da Ingazeira (no Sertão). São cidades que atualmente registram índices altos de transmissão do novo coronavírus. "Aproveito para agradecer a compreensão dos demais municípios e reiterar que essa decisão é mais um passo para superarmos a pandemia em nosso Estado", acrescentou Paulo Câmara, que ainda ressaltou o fato de a vacina da Janssen imunizar com dose única, o que permite dar maior rapidez ao processo de proteção completa. 

Qual a eficácia da vacina da Janssen? Por que ela vai chegar ao Brasil perto de vencer? Tem efeitos colaterais? Tire suas dúvidas

Inicialmente, a orientação do Ministério da Saúde era de limitar a distribuição da vacina da Janssen às capitais brasileiras. No entanto, segundo o governador, além de apresentarem altos níveis de transmissão do novo coronavírus, cidades do Agreste e do Sertão de Pernambuco são importantes polos econômicos. “Esses municípios são grandes centros comerciais e de serviços do interior do Estado. Com mais gente imunizada em menos tempo, poderemos ajudar a conter a aceleração da doença no Agreste e no Sertão”, disse.

Ele acrescentou que, por serem de grande porte, essas cidades têm plenas condições de manejar as vacinas dentro do prazo de validade curto necessário à sua aplicação. A iniciativa contemplará as sedes das Gerências Regionais de Saúde (Geres) das Macrorregiões 2 e 3. Da Macrorregião 2, fazem parte as Geres 4 e 5, que têm como cidades polo Caruaru e Garanhuns, respectivamente. Já na Macrorregião 3, estão as Geres 6, 10 e 11, que contam com os municípios de Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada como cidades centrais.

Comentários

Últimas notícias