COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

"Quanto recalque, ministro", diz Doria após Marcelo Queiroga reivindicar créditos sobre avanço da vacinação contra covid-19 em São Paulo

No Twitter, o governador de São Paulo e o ministro da Saúde trocaram comentários sobre a vacinação contra covid-19

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 13/06/2021 às 18:17
Notícia
GOVERNO DE SÃO PAULO/DIVULGAÇÃO
REDES SOCIAIS Anúncio rendeu troca de farpas entre Doria e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no Twitter - FOTO: GOVERNO DE SÃO PAULO/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Neste sábado (13), via Twitter, após o governador de São Paulo, João Doria, anunciar que o Estado adiantará em 30 dias o calendário de vacinação contra a covid-19, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comentou que esse avanço será possível graças ao governo federal.

"Com certeza, governador João Doria. Com as doses enviadas pelo governo federal, por intermédio do Ministério da Saúde, a população adulta do Estado de São Paulo estará imunizada até setembro com a primeira dose da vacina contra covid-19."

Logo em seguida, Doria comentou: "Quanto recalque, Ministro. Bom domingo e uma ótima semana. Por aqui, vacinando. #Acelera". 

Muitos são os comentários dos internautas sobre a troca de mensagens entre Doria e Queiroga no Twitter, como: "Governador, o sr. está ficando bom em comemorar o gol dos outros..." e "O gol dos outros foi gol contra mesmo, só atrapalhou."

 

Primeira dose até setembro em São Paulo

O governo de São Paulo pretende agora vacinar toda a população adulta do Estado, ao menos com a primeira dose, até o dia 15 de setembro. O anúncio foi feito, neste domingo (13), durante entrevista coletiva convocada pelo governador João Doria.

Segundo o novo calendário, adultos sem comorbidades com idades entre 50 e 59 anos serão vacinados a partir do dia 16 de junho. Esse público é formado por cerca de 3 milhões de pessoas. Já adultos sem comorbidades com idades entre 43 e 49 anos serão vacinados a partir do dia 23 de junho. A expectativa do governo paulista é vacinar cerca de 3 milhões de pessoas dessa faixa etária. Pessoas com idade entre 40 e 42 anos serão vacinadas a partir do dia 30 de junho. Esse público corresponde a cerca de 1,45 milhão de pessoas. Além desses grupos, o governo divulgou que pretende vacinar pessoas com idades entre 35 e 39 anos a partir do dia 15 de julho; pessoas entre 30 a 34 anos a partir de 30 de julho e pessoas entre 25 e 29 anos a partir do dia 16 de agosto.

O último grupo a ser vacinado será o das pessoas com idades entre 18 e 24 anos, a partir do dia 1° de setembro. O novo calendário foi planejado com base na programação de entrega de vacinas prevista pelo Programa Nacional de Imunizações, anunciado pelo Ministério da Saúde.

Comentários

Últimas notícias