BOLETIM

Covid-19: Pernambuco registra 1 mil casos e justifica alto número por inconsistências na plataforma do MS

Segundo a pasta, algumas das 1.023 ocorrências registradas nesta sexta não haviam sido notificadas nos últimos dias por causa do erro

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 24/09/2021 às 13:25
Notícia
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
A média móvel de casos está em tendência de estabilidade há 12 dias - FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Pernambuco registrou, nesta sexta-feira (24), mais 1.023 casos da Covid-19. Uma confirmação tão alta não era vista no Estado desde 1º de setembro, que teve 1.057, e a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) justificou que o contingente se deu por "de ocorrências não notificadas nos últimos dias por causa de inconsistências apresentadas pela plataforma do Ministério da Saúde, que realiza o registro dos casos leves".

Destes novos casos, 21 (2%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.002 (98%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 618.327 casos confirmados da doença, sendo 53.871 graves e 564.456 leves.

O novo coronavírus também foi confirmado como causa da morte de 14 pessoas que faleceram entre 25 de maio de 2021 e essa quinta-feira, 23 de setembro de 2021. Com isso, o Estado totaliza 19.673 mortes pela doença. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Média móvel

A média móvel é entendida como índice ideal para medir o avanço da pandemia em um local. Ela contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade.

Nesta sexta, a média móvel de casos está em tendência de estabilidade, com o indicativo figurando em 447, variação de 12% em comparação ao de 14 dias atrás. Antes disso, a média oscilava entre quedas e estabilidade. Já a média móvel de mortes apresentou em tendência de estabilidade pelo quarto dia consecutivo. Nesta sexta, o indicativo está em 14, o mesmo de duas semanas atrás.

Ocupação nas UTIs

Comentários

Últimas notícias