COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Em Pernambuco, qual a previsão para retirar obrigatoriedade do uso da máscara? Secretário esclarece em coletiva

André Longo falou sobre o assunto em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (23)

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 23/09/2021 às 18:55
HÉLIA SCHEPPA/SEI
secretário estadual de Saúde, André Longo. - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

Em coletiva de imprensa em que foram anunciadas novas flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19 a partir da próxima segunda-feira (27), o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, falou sobre a possibilidade de retirada da obrigatoriedade da utilização da máscara. "A gente considera muito cedo estar falando sobre abdicar do uso da máscara. Precisamos atingir percentuais de vacinação de segunda dose de forma expressiva. Há países que fazem isso de forma responsável, como Portugal, com 80% da população vacinada com as duas doses", disse Longo.

Com cobertura de 39% da segunda dose contra covid-19, Pernambuco tem um longo caminho a percorrer para pensar em deixar de exigir o uso de máscaras. "Nós esperamos estar oportunizando duas doses para toda a população adulta, a partir dos 18 anos, até fim de novembro. Ainda deveremos estar com vacinação de parte dos adolescentes por completar a imunização no mês de dezembro. Estamos avançando fortemente, e a campanha (o Dia D, neste sábado, dia 25) busca diminuir o percentual de pessoas com a segunda dose atrasada", acrescentou. 

O secretário acredita que, com a diminuição do intervalo entre as duas aplicações de Pfizer, somada à possibilidade de o governo federal disponibilizar havendo mais doses de AstraZeneca, existe a chance de se encurtar o período em que Pernambuco alcançará de 80% a 90% da população completamente vacinada. "Aí, sim, podemos pensar em fazer uma discussão técnica sobre redução do uso da máscara, especialmente em ambientes abertos, onde tem menor exposição de risco. Isso tem que ser feito de forma muito bem trabalhada e pensada, a depender da evolução dos números da vacinação no Estado", explicou André Longo.  

Dia D para a 2ª dose 

No próximo sábado, dia 25 de setembro, Pernambuco realiza, em parceria entre o Governo do Estado e os municípios, uma grande mobilização no Dia D de imunização da segunda dose da vacina contra a covid-19. O secretário de Saúde destacou a importância da mobilização, enfatizando que, para fazer efeito e garantir a proteção contra o novo coronavírus, são necessárias, pelo menos, duas doses da vacina. Ele também anunciou que a mobilização será reforçada com a chegada, nesta sexta-feira (24), de dois lotes contendo mais de 221 mil doses das vacinas da AstraZeneca/Fiocruz e Pifzer.

“A vacina é nossa principal aliada na proteção da vida. Se você já tomou a primeira dose, não perca a segunda. Pra vida seguir em frente, a gente precisa apressar o passo e dar o braço para as duas doses”, finalizou Longo.

NE10
NE10 - FOTO:NE10

Comentários

Últimas notícias