COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Na véspera de Natal, Paulo Câmara recebe dose de reforço contra covid-19 e convoca população para completar etapas da vacinação

"É muito importante que todos os pernambucanos cumpram as etapas da vacinação, iniciativa fundamental para superarmos esta pandemia", disse o governador

Cinthya Leite
Cadastrado por
Cinthya Leite
Publicado em 24/12/2021 às 11:52 | Atualizado em 24/12/2021 às 16:22
LUIZ PESSOA/SEI
"Com o avanço da vacinação, podemos ir retomando a normalidade, tendo a oportunidade de ter um 2022 de muita saúde, paz, alegrias e muitas realizações", destacou Paulo Câmara - FOTO: LUIZ PESSOA/SEI
Leitura:

O governador Paulo Câmara recebeu, na manhã desta sexta-feira (24), a dose de reforço da vacina contra a covid-19. O imunizante aplicado foi o da Pfizer/BioNTech, no posto de vacinação drive-thru do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Bairro do Recife. Após ser imunizado, o governador convocou a população para completar todas as etapas da vacinação no tempo adequado.

Leia também: 

"É muito importante que todos os pernambucanos cumpram as etapas da vacinação, iniciativa fundamental para superarmos esta pandemia. Com o avanço, podemos ir retomando a normalidade, tendo a oportunidade de ter um 2022 de muita saúde, paz, alegrias e muitas realizações", destacou Paulo Câmara. 

A responsável pela aplicação da vacina foi a técnica em enfermagem Nanari Luiza, que há 10 meses vem participando de momentos de esperança na vida da população. "As pessoas estão tendo consciência da importância da vacinação. Elas sabem que somente com a imunização podemos contribuir para uma nova esperança e o retorno do novo normal, que é o que todos esperam", enfatizou. 

Dose de reforço contra covid-19

A população entre 18 e 54 anos pode receber a vacinação de reforço contra a covid-19 após quatro meses da aplicação da segunda dose. A mudança, de cinco meses para quatro, recebeu o aval do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação e foi pactuada entre a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e os gestores municipais na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), realizada na última segunda-feira (20). 

Anteriormente, apenas as pessoas a partir dos 55 anos, além dos trabalhadores de saúde e a população de Fernando de Noronha, tinham o intervalo de quatro meses entre a segunda dose e o reforço. Contudo, há duas exceções. No caso das gestantes, fica mantido o intervalo de cinco meses e, por orientação do Ministério da Saúde, o esquema básico das pessoas com alto grau de imunossupressão será feito com as três doses de vacina (duas doses e uma dose adicional) e mais uma dose de reforço quatro meses após a terceira aplicação.

Comentários

Últimas notícias