MUTIRÃO

João Campos lança "maior mutirão de cirurgias e exames da história do Recife" para tirar pacientes da fila de espera; veja como participar

Em seis meses, serão ofertados 130 mil procedimentos nas áreas de angiologia, cardiologia, endoscopia, ultrassonografia, cirurgias geral e vascular

Imagem do autor
Cadastrado por

Cinthya Leite

Publicado em 22/08/2023 às 17:21 | Atualizado em 22/08/2023 às 17:39
Notícia
X

A Prefeitura do Recife inicia mais uma etapa da força-tarefa para tirar pacientes da fila de espera por atendimentos especializados e assegura que a missão representa o "maior mutirão da história do Recife".

Nesta terceira fase de mutirões do Recife Cuida, o município abriu uma concorrência pública para unidades de saúde privadas e conveniadas, com o objetivo de ofertar 130 mil procedimentos nas áreas de angiologia, cardiologia, endoscopia, ultrassonografia, cirurgias geral e vascular.

Com investimento previsto de R$ 51 milhões, a iniciativa vai beneficiar cerca de 70 mil pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) em um período de 6 meses.

Nesta terça-feira (22), em oito clínicas e hospitais contratados, foi iniciada a etapa de exames e consultas.

A abertura aconteceu no Real Hospital Português, no bairro de Paissandu, área central da cidade.

A instituição ofertará ultrassonografias, espirometrias e cirurgias geral e vascular.

No começo da manhã, o prefeito João Campos visitou a unidade, ao lado da secretária Municipal de Saúde, Luciana Albuquerque.

"A Prefeitura do Recife lança, hoje (22/8), mais uma fase do mutirão do Recife. Estamos priorizando aquilo que representava a maior fila, tanto de exames, como de cirurgias. Nós já fizemos um mutirão muito importante, que foi o oftalmológico; zeramos a fila. Seguimos avançando, com oferta de mais serviços para especialidades com maior demanda reprimida", disse o prefeito durante visita ao Real Hospital Português.

RODOLFO LOEPERT/PREFEITURA DO RECIFE
Real Hospital Português ofertará ultrassonografias, espirometrias e cirurgias geral e vascular - RODOLFO LOEPERT/PREFEITURA DO RECIFE

A paciente Geralda de Oliveira, 58 anos, esperou durante um ano para realizar seu exame de varizes e disse estar aliviada com a agilidade que o mutirão proporcionou.

"Sinto muita dor na perna, principalmente porque trabalho em pé. Espero, desde o ano passado, pelo exame, mas agora, com o Recife Cuida, finalmente vou conseguir ser atendida. Estou realizada", disse Geralda.

Além do Real Hospital Português, outras seis unidades privadas e/ou filantrópicas aderiram ao edital de credenciamento.

As unidades atendem, segundo a Prefeitura do Recife, aos requisitos técnicos necessários para oferta de exames de imagem (endoscopia digestiva, colonoscopia, ultrassonografia geral e doppler), cuidados cardiológicos (eletrocardiograma, teste ergométrico, ecocardiograma, holter 24 horas e mapa 24 horas), espirometria (punção pulmonar) e biópsias.

RODOLFO LOEPERT/PREFEITURA DO RECIFE
"A gente segue avançando, oferecendo mais serviços para aquelas especialidades com maior demanda reprimida", garante João Campos - RODOLFO LOEPERT/PREFEITURA DO RECIFE

MUTIRÃO RECIFE

VEJA A LISTA DE UNIDADES QUE PARTICIPAM DO MUTIRÃO NAS ÁREAS DE ANGIOLOGIA, CARDIOLOGIA, ENDOSCOPIA, ULTRASSONOGRAFIA, CIRURGIAS GERAL E VASCULAR 

  • Hospital Santo Amaro, da Santa Casa de Misericórdia do Recife, em Santo Amaro;
  • Hospital Maria Lucinda, na Tamarineira;
  • Laboratório Lucilo Maranhão, no Derby;
  • Hospital Maria Vitória, em Areias;
  • Clínica Amigo Dr., na Linha do Tiro;
  • Unidade de Pronto Atendimento Especializado do Arruda (UPAE Arruda).

ACOMPANHAMENTO

Equipes da Central de Regulação da Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) estarão presentes nas unidades credenciadas, acompanhando todo o fluxo para agilizar os encaminhamentos necessários.

"Não estamos medindo esforços para zerar a quantidade de pacientes em nossa rede que ficaram na espera desde a fase mais aguda da pandemia, quando toda a parte eletiva foi suspensa. Para se ter uma ideia, serão mais de 10 mil endoscopias e 72,3 mil ultrassonografias, além de 15 mil cirurgias", explicou a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque.

"Tivemos êxito nos mutirões de oftalmologia, ginecologia e espirometria, entre março e abril deste ano. Agora focamos em outro público, especialmente com idade mais avançada e com problemas crônicos de saúde. É preciso salientar que estamos garantindo toda a linha do cuidado e, no pós-operatório, os pacientes terão suas consultas de acompanhamento asseguradas", acrescentou. 

MUTIRÃO RECIFE: SAIBA COMO PARTICIPAR

Para ter acesso aos procedimentos, o paciente precisa estar com a solicitação de consulta ou cirurgia já cadastrada no Sistema de Regulação (SISREG) do município.

Ou seja, é preciso ter passado por atendimento com um profissional que o encaminhou a um especialista.

Todos que se enquadram nesse perfil serão contactados previamente, principalmente pelo ConectaZap, que é o WhatsApp oficial da Prefeitura do Recife.

É importante que a pessoa responda e confirme a manutenção de necessidade do atendimento, para que seja dado prosseguimento. Após isso, o agendamento estará garantido e uma nova mensagem irá informar o dia, o horário e o local.

É imprescindível manter os dados atualizados, a fim de não correr o risco de perder os atendimentos. E caso haja algum imprevisto entre aqueles já estejam com o agendamento confirmado, mas não possam comparecer, é importante que comuniquem com até cinco dias de antecedência.

"Dessa forma, teremos tempo hábil para incluir outra pessoa que esteja precisando do mesmo atendimento, e a vaga não ser perdida", afirma a secretária executiva de Regulação, Média e Alta Complexidade da Sesau, Anna Renata Lemos.

O perfil da Prefeitura do Recife no WhatsApp tem certificado digital, para que a população tenha mais segurança na hora de prestar informações ao serviço.

VEJA COMO FAZER A ATUALIZAÇÃO CADASTRAL

Os recifenses podem atualizar seus dados junto à Prefeitura do Recife destas formas:

- Pelo link: bit.ly/recife-atualiza;

- Pelo Conecta Recife, seja pelo site, aplicativo de celular ou WhatsApp (81 99117-1407);

- Pelo QRCode disponível nas redes sociais da prefeitura e em materiais distribuídos em locais de grande circulação;

- Pela Central de Teleatendimento: 0800 0810040.

Tags

Autor