Lombalgia

Dor nas costas? Incômodo pode ser reflexo do sedentarismo

Especialistas explicam como evitar as dores nas costas, mal que afeta até 80% das pessoas

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 12/06/2021 às 9:00
Notícia
FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
A dor nas costas chega a acometer cerca de 80% da população em algum momento da vida - FOTO: FREEPIK/BANCO DE IMAGENS
Leitura:

Se você não sente dor nas costas, celebre! De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 80% da população mundial sofrerá desse mal em algum momento da vida. Por aqui, por exemplo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que as dores nas costas são o problema de saúde mais comum entre os brasileiros e atinge mais de 16% da população ativa. Mas é possível prevenir esse desconforto com mudanças de hábitos, entre eles, praticar exercícios físicos e fazer alongamentos.

Antes, é preciso diferenciar dor nas costas de dor na coluna. Os males da coluna vertebral têm causas mais patológicas e menos relacionadas com postura, sedentarismo, sobrepeso. A coluna vertebral pode apresentar disfunções mais graves, como alterações degenerativas nos discos intervertebrais ou articulações; desvios dos eixos normais da coluna; artrose, dentre outras.

Nos casos que envolvem a chamada lombalgia, aquela dor que afeta a base das costas (parte lombar), especialistas recomendam algumas mudanças no dia a dia que podem ajudar nesse desconforto. A principal delas é o fortalecimento dos músculos das costas e da parte abdominal. O ortopedista Luciano Temporal, membro da Sociedade Brasileira de Coluna, explica que o fato das pessoas passarem muito tempo sentadas, de estarem acima do peso e sedentárias tem causado um crescente desconforto nessa região lombar.

"É preciso exercitar a musculatura das costas sem esquecer do que chamados de core abdominal. Não adianta focar na parte posterior e não equilibrar a região do abdome. Tem muita gente que foge dos abdominais na hora do treino e não sabe que está prejudicando a musculatura das costas", ressalta o especialista.

 

MARÍLIA BANHOLZER/JC
Dicas para aliviar as dores nas costas - MARÍLIA BANHOLZER/JC

Por causa do home office na pandemia da covid-19, as pessoas também têm passado muito tempo sentadas, inclusive com a postura irregular. Esse é outro fator que força o indivíduo a buscar o fortalecimento dessas musculaturas para evitar as dores nas costas. "Quando a pessoa está sentada, o corpo exige muito equilíbrio dos músculos das costas e do core. Precisa haver equilíbrio. Outra coisa que notamos é a necessidade de fazer alongamentos dessas musculaturas, uma vez que os encurtamentos são comuns e também causam dor", orientou Luciano Temporal.

>> Os benefícios dos exercícios físicos

>> Hipertrofia: será que só ganha massa muscular quem treina com muita carga?

Mas que tipo de exercício pode evitar as dores nas costas? De acordo com o professor de educação e fundador do Instituto do Movimento, Kadu Lins, a musculação, se feita corretamente, fortalece a musculatura que vai dar suporte para a coluna vertebral. Em entrevista à Rádio Jornal, o educador disse: "Geralmente, 96% das pessoas que têm dor nas contas está com o que a gente chama de "coluna fraca". A gravidade empurra a gente para baixo o tempo todo, os discos da coluna acabam comprimidos. Por isso a gente tende a ter dor na coluna caso não fortaleça os músculos das costas e do abdome."

Para quem já está com dor mas quer correr atrás do prejuízo, a dica de Kadu Lins é recorrer a massagens com óleos quentes, que ajudam na melhorar a circulação sanguínea na região, exercícios na água, como hidroginástica, e evitar todo movimento que seja contra a gravidade, como lançar pesos para cima. "A musculação não deve priorizar apenas a questão estética, tem que ser algo mais amplo, que ajude a pessoa a se sentir bem e dispostas para atividades rotineiras, como brincar com o próprio filho", opina.

MARÍLIA BANHOLZER/JC
Dicas para aliviar as dores nas costas - FOTO:MARÍLIA BANHOLZER/JC

Comentários

Últimas notícias