Covid-19

Após condenação por abusos sexuais, Harvey Weinstein testa positivo para coronavírus

Condenado a 23 de prisão, o magnata Harvey Weinstein foi uma das principais figuras de uma série de denúncias de abusos sexuais que aconteciam em Hollywood, sendo apontado por mais de 100 mulheres; Weinstein está em isolamento

Rostand Tiago
Cadastrado por
Rostand Tiago
Publicado em 23/03/2020 às 8:57 | Atualizado em 23/03/2020 às 8:57
Reprodução
O ex-produtor de Hollywood Harvey Weinstein foi alvo de acusações de assédio sexual, que incluiu atrizes como Ashley Judd, Angelina Jolie e Salma Hayek - FOTO: Reprodução
Leitura:

Condenado por estupro e ato sexual criminoso desde o começo do mês, o magnata Harvey Weinstein, considerado uma das pessoas mais influentes de Hollywood, foi diagnosticado com coronavírus. Weinstein tem 68 anos e foi condenado a 23 ao ser considerado culpado de duas das cinco acusações de abuso sexual às quais respondia na Justiça. Sua idade e um quadro de problemas cardíacos recentes o colocam no grupo de risco

Leia também: Harvey Weinstein é condenado a 23 anos de prisão
Weinstein faz acordos com vítimas e credores
Charlize Theron relata caso de assédio durante primeira audição

Weinstein está preso em Nova York, em uma prisão de segurança máxima. A notícia de sua infecção começou com um jornal local, o Niagara Gazette, de Albany. Em seguida, a agência de notícia Reuters confirmou a informação com a associação responsável pelo sistema prisional do estado de Nova York. O teste para o coronavírus deu positivo no último domingo (22) e Harvey já está em isolamento e funcionários estão em quarentena.

Os advogados de Weinstein afirmam que não foram notificados do diagnóstico e se preocupam com a saúde do cliente. Outros dois presos também testaram positivo para o vírus.

CONDENADO

A condenação de Harvey Weinstein foi considerada uma grande vitória para o movimento #MeToo, desencadeado justamente pela série de denúncias que expuseram os abusos sexuais e assédios sofridos por atrizes e pessoas envolvidas na indústria cinematográfica.

Em outubro de 2017, quando foram reveladas as acusações contra Weinstein, em matéria do The New York Times, várias denúncias foram feitas em relação ao produtor e a outras figuras de Hollywood. Harvey Weinstein foi acusado de ter assediado ou tentado assediar e intimidar nomes como Ashley Judd, Angelina Jolie e Salma Hayek. Ao todo, mais de 100 mulheres acusaram o produtor de abuso, agressão sexual e estupro.

Comentários

Últimas notícias