Artes cênicas

Coronavírus: grupos de teatro disponibilizam peças online

Artistas têm se mobilizado para fazer circular as obras durante a pandemia

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 30/03/2020 às 17:41
Notícia
Foto: Renato Mangolin/Divulgação
Na mostra, o grupo vai fazer 16 apresentações em várias cidades pernambucanas - FOTO: Foto: Renato Mangolin/Divulgação
Leitura:

Com o necessário isolamento social e o fechamento de espaços coletivos de entretenimento, como cinemas, casas de espetáculo e teatros, artistas têm se mobilizado para fazer circular seus trabalhos e compartilhar arte neste momento de dificuldade coletiva. O teatro, arte que pressupõe o encontro e a presença e historicamente já sofre adversidades para viabilizar o sustento de seus artistas, tem sofrido particularmente com a suspensão das atividades. Como uma forma de amenizar a situação, muitos grupos brasileiros e internacionais têm disponibilizado, gratuitamente, obras de seu repertório online.

>> Confira editoras que disponibilizaram download gratuito de livros para ajudar nesta quarentena

De Pernambuco, o Grupo Magiluth colocou em modo público no seu canal do Youtube dois de seus trabalhos, Viúva, Porém Honesta (2012) e O Ano Que Sonhamos Perigosamente (2015). Enfrentando dificuldades financeiras, o coletivo lançou também uma campanha para compra antecipada de seu próximo trabalho, Estudo nº 1: Morte e Vida Severina, baseado na obra de João Cabral de Melo Neto.

>> Magiluth vende ingressos de nova peça para se manter durante pandemia do coronavírus

>> Grupo Magiluth de teatro é alvo de hackers: 'Sofremos um duro golpe'

>> Magiluth se propõe novos desafios na peça 'Apenas o Fim do Mundo'

Também de Pernambuco, os grupos O Poste Soluções Luminosas e Teatro de Fronteira colocaram à disposição do público peças e conteúdos especiais sobre teatro. Do primeiro, estão disponíveis as elogiadas peças A Receita, solo de Naná Sodre, e Cordel do Amor Sem Fim. Do Teatro de Fronteira, é possível encontrar o solo Na Beira, com Plínio Maciel, leituras dramatizadas de textos e entrevistas.

CLÁSSICOS

Obras clássicas do teatro brasileiro e mundial também estão sendo compartilhadas em sites e redes sociais. É um oportunidade única de assistir a trabalhos que marcaram época, há muito fora do repertório de alguns grupos, além de ter contato com a obra de artistas já falecidos, como é o caso de Antunes Filho. Do diretor paulista, é possível encontrar, por exemplo, Trono de Sangue, adaptação de MacBeth, uma das obras-primas de William Shakespeare.

 >> Morre, aos 89 anos, o diretor de teatro Antunes Filho

Também inspirada na obra do Bardo Inglês, Romeu e Julieta, montagem icônica do Grupo Galpão (MG), pode ser vista na íntegra online. Do Teatro Oficina Uzyna Uzona, de José Celson Martinez Corrêa, estão disponíveis épicos como Os Sertões e As Bacantes

Do coletivo paulista Os Fofos Encenam, dois trabalhos premiados assinados pelo pernambucano Newton Moreno podem ser encontrados no Youtube. São eles: Assombrações do Recife Velho, baseado na obra de Gilberto Freyre, e Memória da Cana.

 >> Publicado em 1933, 'Casa Grande & Senzala', principal livro de Gilberto Freyre, continua sendo alvo de debates

DANÇA INTERATIVA

Profissionais da dança lançaram o projeto #danceemcasa, inciativa que reúne vídeos de 15 a 60 segundos que serão compartilhados nas redes sociais. A ideia é que o público se aproxime do trabalho destes artistas, dance junto e mantenha a arte e a cultura circulando. A cada quinta-feira, novas coreografias serão compartilhadas, tanto nos perfis dos autores dos vídeos quanto nas páginas agregadoras: @portalmud, @agendadedanca, @criticatividade, @conectedance e @aplausobrasil.

O objetivo é unir artistas, produtores, educadores e críticos de dança para refletir e ressignificar a quarentena com poesia e resistência. Interessados em participar só precisam postar seus vídeos no Instagram (15 segundos no Stories, 60 segundos no Feed) com a hashtag #danceemcasa e marcar as páginas para o vídeo ser compartilhado: @portalmud, @agendadedanca, @criticatividade, @conectedance e @aplausobrasil.

Já a São Paulo Companhia de Dança aelaborou uma campanha digital especial com espetáculos, palestras, entrevistas e demais conteúdos na íntegra produzidos pela Companhia, disponíveis no site do grupo.

INTERNACIONAIS

A nível internacional, também são muitas as iniciativas de compartilhamento de conteúdo audiovisual por parte dos criadores de artes cênicas. Companhias importantes de teatro, dança e circo puseram espetáculos para apreciação do público de forma gratuita, a exemplo da companhia de Pina Bausch. O Cirque du Soleil também está disponibilizando conteúdos em seu canal no Youtube.

Comentários

Últimas notícias