Opinião

'Ela caiu quando entrou', diz Lima Duarte sobre saída de Regina Duarte

Em entrevista no programa 'Conversa com Bial', o ator veterano relembrou sua carreira e falou sobre a situação de Regina Duarte, agora ex-secretária de cultura do governo federal

Rostand Tiago
Rostand Tiago
Publicado em 22/05/2020 às 10:18
Notícia
Foto: Reprodução/Instagram
Lima e Regina atuaram juntos em na clássica novela 'Roque Santeiro' - FOTO: Foto: Reprodução/Instagram
Leitura:

O ator Lima Duarte foi o convidado da edição da última quinta-feira (21) do programa Conversa com Bial. Em uma conversa sobre sua vida e carreira, o artista veterano comentou sobre Regina Duarte, agora ex-secretária de cultura do governo federal. Ele começou lembrando da escalação de Regina em Roque Santeiro, no papel de Viúva Porcina. Quando questionado sobre achar "bom ou mau" a situação para a ex-atriz. "Eu acho que ela caiu quando entrou", disparou Lima.

Ele continuou falando sobre como a situação de Regina lembrava "chapeuzinho vermelho". "A chapeuzinho perdida encontrou com o lobo, aí se abraçaram, vamos casar. Casou. Eu estava esperando o resultado do casamento (risos)". Ele continuou falando sobre atores entrando na política, dizendo ver muitos colegas virando deputados e nenhum dando certo.

Lima mesmo diz ter sido convidado também para a política. Relatou ter sido levado para a casa de Mário Covas, governador de São Paulo e candidato presidencial em 1989. Ele lembrou, aos risos, que seguiu em um carro dirigido por Fernando Henrique Cardoso para a casa do político. Segundo o relato, Covas convidou Lima para se candidatar a vice-presidência, impulsionado pelo sucesso do personagem Sassá Mutema em O Salvador da Pátria.

Após a entrevista, Lima Duarte gravou um recado para Regina, falando sobre a conexão entre arte e democracia. A mensagem não foi exibida no programa, mas está circulando pelas redes sociais.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias