Música

Gravadora Som Livre é vendida para a Sony Music

Antiga empresa do Grupo Globo tinha em seu casting nomes como Marília Mendonça, Jorge & Mateus e Wesley Safadão

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 02/04/2021 às 14:28
Notícia
DIVULGAÇÃO
Com a venda para a Sony Music, a gravadora Som Livre deixa de ser uma empresa do Grupo Globo - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

O Grupo Globo e a Sony Music Entertainment anunciaram nesta quinta-feira (1º/4) que assinaram um acordo definitivo com a Globo Comunicação e Participações S.A. para a aquisição da gravadora Som Livre.

>> Wesley Safadão mostra como fazer um sucesso no reality 'Hit Estourado'

>> 30 anos de Luan Santana: 'Quero ser lembrado pelo romantismo'

>> Os Barões da Pisadinha marcam o sucesso do piseiro Brasil afora

A antiga empresa do Grupo Globo tinha em seu casting artistas importantes como Marília Mendonça, Jorge & Mateus, Wesley Safadão, Lexa, e estrelas em ascensão como Israel e Rodolffo, Dudu MC, Filipe Ret e Grupo Menos é Mais. Recentemente, Luan Santana, que era da Som Livre, também assinou com a Sony Music. Segundo o comunicado enviado à imprensa, a Som Livre se tornará um centro criativo independente dentro da Sony que continuará a contratar, desenvolver e promover seu próprio elenco de talentos. Marcelo Soares seguirá como CEO da empresa musical.

“Estamos encantados em investir na Som Livre e ampliar nossa relação com essa empresa tão especial. O Brasil é um dos mercados musicais mais dinâmicos e competitivos em crescimento no mundo e nós traremos enormes oportunidades para os talentos através da nossa visão compartilhada”, disse Rob Stringer, chairman da Sony Music Group.

VISÃO DA GLOBO

Marcelo Soares endossou o negócio firmado com a gravadora multinacional. “Som Livre teve um excepcional período de 50 anos como uma empresa da Globo. O suporte da Globo foi fundamental para o crescimento da Som Livre, sobretudo pela última década quando construímos o negócio ao que ele é hoje. Olhando para o futuro e enxergando todas as oportunidades pela frente, é muito empolgante saber que teremos a Sony Music conosco. Estamos, mais uma vez, no lugar certo para garantir as melhores possibilidades de desenvolvimento de carreira para nossos artistas e funcionários. Sou muito grato por tudo que conquistamos com a Globo, e estou ansioso por começar essa nova fase com a Sony”, disse o CEO da Som Livre.

No mesmo comunicado, Jorge Nóbrega, CEO da Globo, também se manifestou sobre o acordo: “Estamos muito felizes em ter encontrado na Sony uma nova casa para a Som Livre, um negócio que foi construído dentro da Globo e que sempre foi muito querido por todos nós. A Som Livre produziu e lançou músicas com a Globo por mais de meio século, foi um importante capítulo na história da Globo. Nós queríamos assegurar que esse acordo preservasse tudo que a Som Livre representa para os brasileiros. Desde o início das conversas percebemos um alto nível de profissionalismo, interesse e respeito vindos da Sony Music, que fizeram dela a combinação perfeita para a Som Livre. Desejo à Som Livre e à Sony muitos mais anos de sucesso”.

O acordo de aquisição entre Som Livre e Sony Music está sujeita às condições regulatórias e de fechamento usuais, incluindo a aprovação do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Comentários

Últimas notícias