Sucesso

Livro de Gil do Vigor é lançado e figura entre os mais vendidos; internautas celebram

Obra conta a trajetória do pernambucano e sua jornada de autoaceitação

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 10/06/2021 às 9:06
Notícia
INSTAGRAM/@GILNOGUEIRAOFC/REPRODUÇÃO
Gilberto além de queridinho do Brasil, também virou xodó de várias marcas - FOTO: INSTAGRAM/@GILNOGUEIRAOFC/REPRODUÇÃO
Leitura:

Gilberto Nogueira vive um momento de várias conquistas e a mais recente é o sucesso de seu primeiro livro, Tem que Vigorar: Como me aceitei, venci na vida e realizei meus sonhos (Globo Livros, 128 páginas, R$ 27,90). Lançada nesta quinta-feira (10), a aborda momentos marcantes da vida de Gil, como suas dificuldades financeiras e os preconceitos que enfrentou por conta de sua sexualidade e já vendeu milhares de exemplares.

A publicação está entre as mais compradas em vários sites importantes e os internautas já comemoram a boa recepção da obra. Pouco depois da meia-noite, o nome de Gil do Vigor já estava entre os mais comentados no Twitter.

O livro conta com textos de Xuxa Meneghel e Deborah Secco, fãs de Gil, e da mãe do pernambucano, Jacira Santana. Além da trajetória de Gil, a publicação também traz um dicionário com as expressões do economista que se tornaram meme, como basculho, cachorrada e 'regojijo' (brincadeira com regozijo).

Se a longevidade da obra for tão forte quanto os números da pré-venda, o livro de Gilberto tem tudo para ser um fenômeno. Isso porque, poucos dias após ser colocado em pré-venda, a publicação vendeu cinco mil cópias e, desde então, figura entre as mais compradas em sites como Amazon.

Leia o trecho da contracapa do livro:

"Quando penso em infância, não consigo me lembrar de nada muito feliz. Estão gravados em minha mente muitas brigas, problemas, dor, sofrimento e fome. Sei que existem muitos 'Gils' pelo Brasil. Mas, como este livro é sobre minha vida, não tem como falar do Gil do Vigor sem tratar daquele menino assustado, que precisou criar um mundo muito próprio para poder sobreviver. E foi isso o que fiz na minha infância: sobrevivi. E, apesar de toda a dificuldade, eu vigorei! Estudei muito, não deixei meus sonhos morrerem e, em 2021, entrei no Big Brother Brasil. Finalmente me aceitei por completo e deixei o programa recebendo muito amor dos brasileiros. E é isso o que eu conto aqui: meu caminho para a aceitação e para a vitória. De coração, espero que você goste - e, se eu puder levar alguma inspiração para você, tudo terá valido a pena."

Comentários

Últimas notícias