TV

Datena recua sobre saída da Band para ser candidato; apresentador precisa se decidir

Comunicador acusou de "fake news" as notícias sobre sua saída da emissora, mas reafirmou que segue candidato pela União Brasil durante o Manhã Bandeirantes

Emannuel Bento
Emannuel Bento
Publicado em 14/10/2021 às 17:50
Notícia
DIVULGAÇÃO
DATENA - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

A imprensa repercutiu sobre o fim do vínculo de José Luiz da Datena com a Band, na última terça-feira (13), após o apresentador confirmar, durante o "Brasil Urgente", que será candidato à presidência pelo PSL em 2022. A veiculação da informação ocorreu porque o afastamento da TV por parte dos candidatos é previsto por lei. Contudo, Datena recuou sobre a saída da emissora durante o "Manhã Bandeirantes", nesta quinta-feira (14). A fala também foi publicada no seu canal do YouTube. Ele chegou a acusar as notícias de "fake news" e que os responsáveis deveriam ser "colocados na cadeia".

"Quero dizer que é mentira que sairei da Bandeirantes para concorrer às eleições. Mesmo que eu tiver que deixar a TV para concorrer à eleição, só em último caso mesmo, num cargo executivo. E aí eu deixaria a televisão perto das eleições, como qualquer apresentador brasileiro, no prazo regulamentar", disse. "Não vou sair da TV agora. Só se for necessário para concorrer à presidência. Hoje estou candidato à presidência se o partidão União Brasil, que vai ser criado, não me abandonar. Quem me abandonou foi a política", continuou, em referência à fusão do PSL com o DEM.

Datena já vem ventilando sua candidatura há meses, talvez como forma de testar a repercussão diante da opinião pública. O comunicador tenta surfar na tendência dos "outsiders" midiáticos, que o Brasil e o mundo experimentaram nos últimos anos.

Contudo, o apresentador precisa ser mais claro. Mesmo que não estejamos na época das prévias, a sua entrada para a política, no executivo, o obriga a deixar a casa. Se existe a possibilidade de "abandono" do novo "União Brasil", por que gritar aos quatro cantos sobre a candidatura?

Luciano Huck, que passou por uma situação similar, recebeu uma "real" da Rede Globo: caso saísse para uma campanha, não poderia retornar - e ele escolheu o caminho mais estável. Datena também precisa decidir.

Comentários

Últimas notícias