Adeus

Corpo de Marília Mendonça segue em cortejo até cemitério

O adeus às outras vítimas também foi emocionado em Salvador e em Brasília

Do jornal Correio para a Rede Nordeste
Cadastrado por
Do jornal Correio para a Rede Nordeste
Publicado em 06/11/2021 às 18:07 | Atualizado em 06/11/2021 às 18:07
EVARISTO SA / AFP
ATÉ O FIM Amigas da cantora, as irmãs Maiara e Maraisa permaneceram ao lado do caixão - FOTO: EVARISTO SA / AFP
Leitura:

O corpo da cantora Marília Mendonça está seguindo para sepultamento, neste sábado (6), em Goiânia (GO). O corpo dela foi o primeiro a deixar o ginásio usado como local para o velório, por volta das 17h, sendo seguido pelo do tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, que morreu no mesmo acidente e estava sendo velado ao lado da sobrinha. As outras vítimas foram sepultadas em Salvador e em Brasília (DF).

O caixão foi colocado sobre o carro do corpo de bombeiros e seguiu em cortejo até o cemitério. Desde que o velório foi aberto para o público, por volta das 14h, uma multidão formou uma fila que avançava por quarteirões para poder se despedir da artista. Muita gente não conseguiu entrar no estágio e aguardou a saída do caixão para dar o último adeus.

Famosos, como as cantoras Maiara e Maraisa que tinham um projeto novo com Marília para a volta aos palcos após a pandemia, e políticos, como o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, marcaram presença. As duplas Jorge e Matheus, Henrique e Juliano e a banda da artista se emocionaram. Alguns aproveitaram para cantar em homenagem a Marília e tentaram confortar a mãe dela que permaneceu ao lado do caixão.

Os dois corpos saíram em cortejo do ginásio até o cemitério, que fica há alguns quarteirões do local do velório. Apesar de a família avisar que a cerimônia seria fechada para familiares e amigos da cantora, muitos fãs seguiram os dois carros do corpo de bombeiros.

Marília Mendonça era considerada uma das maiores artista da atualidade. Vencedora de prêmios internacionais e querida por anônimos e famosos, ela teve a live mais assistida do mundo em 2020 e sua morte provocou uma comoção no país. A imprensa internacional também destacou a morte da cantora. Ela deixou um filho que fará dois anos em dezembro. O Governo de Goiás decretou luto de três dias.

Marília estava a caminho de um show, em Minas Gerais, quando a aeronave, que tinha capacidade para seis tripulantes e estava com cinco pessoas, caiu a 2 km do destino. As investigações apontam que o avião se chocou contra uma torre de transmissão de energia elétrica e perdeu altitude ao acertar a fiação. Pilotos já haviam se queixado de que os cabos de alta tensão estavam dificultando o pouso na região. O caso está sendo apurado.

Mais ou menos no mesmo horário em que o corpo da cantora e do tio dela foram sepultados em Goiânia, o corpo do produtor Henrique Bonfim Ribeiro, o Henrique Baiano, foi enterrado no Cemitério do Jardim da Saudade, em Salvador. Ele fazia parte da equipe da cantora e estava no avião quando o acidente aconteceu.

As outras duas vítimas são o piloto, Geraldo Martins de Medeiros Júnior, e o copiloto da aeronave, Tarciso Pessoa Viana, que foram velados e sepultados em Brasília (DF). Havia cinco pessoas no avião quando o acidente aconteceu. Ninguém sobreviveu.

Comentários

Últimas notícias