Acidente aéreo

Avião que caiu com Marília Mendonça não tem caixa-preta

Ainda segundo o órgão, todas as evidências que podem ser usadas na investigação foram retiradas da aeronave; agora eles aguardam a remoção do avião para o aeroporto em que deveriam ter pousado

Giovanna Torreão
Cadastrado por
Giovanna Torreão
Publicado em 06/11/2021 às 18:58
POLÍCIA CIVIL DE MG/AFP
Avião que levava Marília Mendonça caiu nesta sexta (5) - FOTO: POLÍCIA CIVIL DE MG/AFP
Leitura:

O avião que caiu vitimando a cantora e compositora Marília Mendonça e mais quatro pessoas, na tarde de sexta-feira (5) em Caratinga, no interior de Minas Gerais, não possui caixa-preta. A informação foi divulgada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) na tarde deste sábado (6).

Um spot geolocalizador foi encontrado na aeronave e será confrontado com o plano de voo, segundo o órgão. Esse aparelho é uma das evidências que vão ajudar a entender o que motivou o acidente aéreo.

O Cenipa informou ainda que já foram retiradas do avião todas as evidências que podem ser utilizadas na investigação e que os peritos não vão mais entrar na aeronave. Para que outra parte da perícia aconteça, o órgão está aguardando que seja feita a remoção dos destroços.

O trabalho de remoção deve ser realizado pela PEC Táxi Aéreo até as 19h deste sábado. Os destroços devem ser levado para o aeroporto em que deveria ter pousado, na cidade de Ubaporanga, a cerca de 2km do local do acidente.

Adeus

O corpo da cantora sertaneja, Marília Mendonça, 26 anos, foi sepultado no fim da tarde deste sábado (6), no cemitério Parque Memorial de Goiana, em cerimônia fechada para a família e amigos mais próximos. Antes do cortejo, em caminhão aberto do Corpo de Bombeiros, milhares de fãs, amigos e familiares prestaram uma última homenagem a cantora, na Goiana Arena, onde o corpo dela foi velado ao lado do seu tio e assessor, Anicieli Silveria Dias Filhos, que estava na aeronave e também não resistiu.

Comentários

Últimas notícias