Adeus

Após dia de homenagens, Marília Mendonça é enterrada entre familiares e amigos próximos

O corpo da cantora foi enterrado no cemitério Parque Memorial de Goiânia

EVARISTO SA / AFP
ATÉ O FIM Amigas da cantora, as irmãs Maiara e Maraisa permaneceram ao lado do caixão - FOTO: EVARISTO SA / AFP
Leitura:

O corpo da cantora sertaneja, Marília Mendonça, 26 anos, foi sepultado no fim da tarde deste sábado (6), no cemitério Parque Memorial de Goiânia, em cerimônia fechada para a família e amigos mais próximos. Antes do cortejo, em caminhão aberto do Corpo de Bombeiros, milhares de fãs, amigos e familiares prestaram uma última homenagem a cantora, na Goiânia Arena, onde o corpo dela foi velado ao lado do seu tio e assessor, Anicieli Silveria Dias Filhos, que estava na aeronave e também não resistiu.

Após a confirmação da morte da cantora, e mais quatro pessoas nessa sexta-feira (5), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), decretou luto de três dias no estado. Sob forte comoção, o velório foi aberto ao público por volta das 13h17. Muitos fãs compareceram ao local para dar o último adeus a rainha da “sofrência”, que revolucionou a indústria do gênero sertanejo no Brasil, não só pelo seu talento, mas por seu carisma e simplicidade.

Para evitar tumultos, eles passaram por um corredor montado no ginásio com o auxílio de grades. O espaço foi decorado com mais de 60 coroas de flores, e uma faixa da turnê "Todos os Cantos", com uma foto da cantora. A mãe de Marília Mendonça, Ruth Dias, passou mal após receber a notícia do falecimento da filha e precisou ser corrida. No velório ela estava muito abalada e foi consolada pelas irmães Maiara e Maraisa.

No final do velório artistas que fizeram parte da caminhada de Marília Mendonça a homenagearam com o que ela mais amava: música. A dupla sertaneja Henrique & Juliano, que apadrinhou Mendonça no início de carreira, cantou "Flor e o Beija-flor", sucesso que apresentou a cantora ao Brasil, em 2015.

Em seguida, Maiara & Maraísa, que haviam acabado de lançar projeto com Mendonça, também pegaram no microfone para cantar "Esqueça-me se for Capaz" e "Alívio", emocionando o público presente. Antes, uma salva de palmas foi realizada em homenagem à cantora. A equipe que trabalhava nos bastidores chegou por volta das 15h. Foi um dos momentos mais emocionantes da cerimônia, quando foi tocada a música "Noites Traiçoeiras" e todos se abraçaram.

Murilo Huff, ex-companheiro de Marília Mendonça e pai do filho do casal, Léo, também esteve no local, bastante emocionado. Nomes de fora da música sertaneja, como a cantora pop gaúcha Luísa Sonza, também marcaram presença.

Acidente

A cantora Marília Mendonça tinha um show marcado na cidade de Caratinga, no interior de Minas Gerais, nessa sexta-feira (5). Ela embarcou na aeronave, modelo Beech Aircraft, com capacidade para seis pessoas, que caiu a 2km do destino. O acidente ocorreu no distrito Piedade de Caratinga, por volta das 15h30.

Além da cantora, morreram o seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor, Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto Geraldo Martins e do copiloto Tarciso Pessoa. À noite, a Companhia Energética de Minas Gerais S.A. (Cemig) informou que o avião que transportava a sertaneja, havia atingido um cabo de uma torre de distribuição da campanhia.

Uma equipe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão do Comando da Aeronáutica, já está no local para realizar a investigação sobre as possíveis causas que provocaram a queda da aeronave.

 

Comentários

Últimas notícias