INFANTIL

Luccas Neto lança filme e fala sobre sucesso em Portugal: ‘O brasileiro é muito criativo, acolhedor e comunicativo'

Após lançar livro em painel da Comic Con de Portugal, criador de conteúdo infantil estreia 'O Hotel Mágico 2' em formato de vídeo por demanda e fala com o JC sobre sucesso: "O universo lúdico não tem fronteiras e podemos nos conectar"

Emannuel Bento
Emannuel Bento
Publicado em 15/12/2021 às 20:44
GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO
CRIANÇAS Luccas Neto é o maior criador de conteúdo infantil da atualidade - FOTO: GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Maior criador de conteúdo infantil da atualidade, Luccas Neto vive um final de ano agitado e que reflete o crescimento da sua popularidade em outros territórios lusófonos. Na primeira quinzena de dezembro, ele foi uma das estrelas da Comic Con de Portugal, onde participou de um painel e lançou o livro "Luccas e Gi em o Belo Dorminho", que integra a coleção Contos de Aventura. Nesta quinta-feira (15), ela lançou o filme "O Hotel Mágico 2", continuação inédita do longa de 2020. O longa chegará em Portugal no dia 20.

A nova aventura começa quando Luccas e Gi (Gi Alparone) são convidados por Camila (Roberta Piragibe) para passar as férias em um novo Hotel Mágico, mas são surpreendidos com o retorno dos elfos que armam um plano com objetivo de transformar Luccas e Gi em ratinhos.

Com roteiro de Luccas e Marcio Vianna, a obra foi produzida pela Luccas Neto Studios e conta com distribuição feita pela Sofa Digital. O lançamento ocorreu no formato PVOD (Premium Video On Demand), nas plataformas Claro Now, iTunes/ Apple TV, Google Play, YouTube Filmes, Vivo Play e Sky Play.

 

Já o livro "Luccas e Gi em o Belo Dorminho" ocorreu apenas em Portugal, mas chegará no Brasil no começo de 2022 pela Pixel, selo jovem da editora Ediouro. O livro em capa dura e com ilustrações conta a história de um príncipe adormecido por anos após ser amaldiçoado e de uma camponesa que o ajudará a se livrar do encantamento para que consiga ajudar a salvar a floresta de um incêndio. É uma livre adaptação de "A Bela Adormecida".

Confira a entrevista com Lucas Netto

GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO
CRIANÇAS Luccas Neto é o maior criador de conteúdo infantil da atualidade - GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO
GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO
CRIANÇAS Luccas Neto é o maior criador de conteúdo infantil da atualidade - GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO
GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO
CRIANÇAS Luccas Neto é o maior criador de conteúdo infantil da atualidade - GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO

JC: Como foi gravar "O Hotel Mágico 2"? Como você acha que esse filme se difere de suas outras produções?
Luccas Neto: A grande mudança dos meus filmes está nas histórias contadas e nessa aventura em especial a comédia está garantida para as crianças e seus familiares. O Hotel Mágico 2 chega também como uma forma de presentear o público pelo ano que tivemos e para prepará-los para as novidades que virão por aí. Temos vários personagens, no filme, entre eles alguns elfos que prometem aprontar todas. É um bom filme para as crianças curtirem a chegada das férias, o final do ano e também o começo do verão.

JC: Desde quando você vem notando que tem um público numeroso em Portugal? Como se sente ao lançando um painel durante a Comic Con do país?
Luccas Neto: Eu e a minha equipe percebemos os números nos vídeos do canal e também o aumento nos comentários que chegavam nas redes sociais do público português e de outros países. É incrível como o universo lúdico não tem fronteiras e podemos nos conectar. Fiquei muito feliz por poder estar com os portugueses nos meus primeiros shows que fiz por lá, em novembro, onde fui recebido com muito amor e carinho. Agora então, estou grato em poder vivenciar essa experiência ao lado da Gi de lançarmos um livro para a imprensa e público de Portugal.

JC: Você também lançou mais um livro, o "Luccas e Gi em o Belo Dormindo". Acredita que tem estimulado a leitura de crianças numa época tão digital do entretenimento? Qual a importância disso?
Luccas Neto: Acredito que é importante incentivar a leitura desde pequeno e por isso esses acredito na importância desses livros para colaborarem na construção desse hábito junto ao meu público. Sobre o "Luccas e Gi em o Belo Dormindo", que é o livro que lançamos na Comic Com Portugal e que em janeiro lançaremos aqui no Brasil. É o terceiro volume da coleção "Contos de Aventura", que traz adaptações de clássicos com personagens do universo do Luccas Toon.

JC: Ainda sobre Portugal. Recentes matérias jornalísticas apontam que crianças portuguesas estão adquirindo alguns termos do português brasileiro por conta do YouTube. Como você reagiu a essa notícia? 
Luccas Neto: Eu sempre recebo todas as informações de forma aberta a reflexão e ao diálogo, mas neste caso em especial não consegui acompanhar a repercussão que houve no Brasil por estar em meio a turnê e também curtindo a minha família que estava comigo. O que posso dizer é que algumas questões foram de encontro com as informações que eu já havia até adiantado há meses em algumas entrevistas sobre o projeto de dublar o conteúdo do meu canal para outros idiomas a partir do ano que vem.

Você acredita que o Brasil tem algum "fator x" para ser tão grande no YouTube?

Eu acredito que o brasileiro é muito criativo, acolhedor e comunicativo, elementos que são importantes na geração de conteúdo e que traduz a qualidade dos canais brasileiros no Youtube, podcasts ou mesmo nos conteúdos audiovisuais para televisão, acho que isso, naturalmente acaba chamando atenção das pessoas.

JC: Trabalhar com o público infantil exige muita responsabilidade. Como encara o seu ofício nesse sentido? Quais cuidados tem tomado?
Luccas Neto: Sim, é preciso sempre muita responsabilidade. Além desse cuidado que tomo eu tenho ainda uma equipe com dezenas de profissionais que me dão todo suporte necessário e que inclui a colaboração de pedagogos que me auxiliam na construção e inserção de temas relevantes ao desenvolvimento das crianças em meio aos filmes, livros e vídeos que produzimos.

JC: Muitos lhe chamam de "Xuxa" da era digital. Você concorda? Como lida com isso?
Luccas Neto: Há comparativos com Walt Disney, com a Xuxa e com tantos outros talentos de diferentes gerações que conseguiram encontrar formas únicas e lúdicas de se comunicarem com as crianças... Ou seja, me sinto honrado quando fazem comparações com artistas tão expressivos como esses.

Comentários

Últimas notícias