MÚSICA

Grupo Bongar fará show ao vivo no Palco Virtual do Itaú Cultural; saiba como assistir

Além de música e pela dança, apresentação propõe também oportunidade para o público conhecer e compreender a formação histórica e cultural da comunidade e da religiosidade do povo do Terreiro da Xambá

Nathália Pereira
Nathália Pereira
Publicado em 27/10/2021 às 21:25
RENNAN PEIXE / DIVULGAÇÃO
Grupo Bongar festeja duas décadas de história em 2021 - FOTO: RENNAN PEIXE / DIVULGAÇÃO
Leitura:

Completando duas décadas de atuação em 2021, o Grupo Bongar fará apresentação especial amanhã, às 19h, dentro da programação do projeto Palco Virtual, do Itaú Cultural. O repertório, informa a instituição, promete passear por sucessos presentes nos seis discos autorais, com Festa pra Ogum, Com Dendê, Encomenda e Chão Batido, Coco Pisado entre as músicas confirmadas.

Além de passear pela trajetória do Bongar pela música e pela dança, o show propõe também uma oportunidade para o público conhecer e compreender a formação histórica e cultural da comunidade e da religiosidade do povo do Terreiro da Xambá, do Quilombo Urbano do Portão do Gelo, em Olinda.

Leia também: Bongar expande seu repertório musical no simbolismo de 'Ogum Iê!'

HISTÓRIA

A história do Grupo Bongar se confunde com a de Cleyton José da Silva, nome de registro de Guitinho da Xambá, vocalista, percussionista e um de seus fundadores. Guitinho faleceu em fevereiro último, aos 38 anos, após sofrer um acidente vascular cerebral. Ele ajudou a criar o Bongar ainda adolescente, junto a outros cinco ogãs do Terreiro da Xambá. Em março, uma live comemorativa pelos 20 anos do grupo também saudou o legado, vivo, de Guitinho (assista abaixo).

Com a vontade de preservar e difundir a cultura do Coco da Xambá, festa realizada há mais de 40 anos, nos dias 29 de junho, o Bongar se tornou um dos grupos mais importantes na perpetuação da cultura popular e religiosa de matriz africana de Pernambuco.

Trabalhos de formação, entre eles aulas e oficinas, também são realizados, principalmente no Centro Cultural Grupo Bongar - Nação Xambá, aberto em 2016.

Leia também: Morre Guitinho da Xambá, vocalista do grupo Bongar

LETIERES LEITE

Essa não é a primeira parceria entre o Bongar e o Itáu Cultural. Em 2016, os artistas foram selecionados pelo programa Rumos Itaú Cultural, o que resultou na produção e no lançamento do disco Ogum lê!, em 2017. O trabalho foi produzido pelo maestro, compositor, diretor e multi-instrumentista Letieres Leite, que faleceu hoje (27), aos 61 anos, em Salvador. 

Leia também: Morre, aos 61 anos, o maestro Letieres Leite

"[Letieres] fez questão de conhecer de perto nossa comunidade, nosso terreiro, nossa musicalidade. Atencioso, ouviu toda nossa história e se encantou com ela. Há uns dois meses conversamos por telefone e ele nos falou que estava sempre disponível para ajudar a tocar o legado de Guitinho da Xambá adiante. Agora, foi se encontrar com Guitinho e nos inspirar de lá, do alto, do Orum. Querido Letieres, vamos lembrar de você assim, cheio de energia, brincalhão, um amigo que a música nos deu e que estará guardado em nossos corações pra sempre", escreveu o Bongar em nota de pesar publicada no Instagram.

O show de amanhã também será uma homenagem à vida e ao legado artístico de Letieres Leite.

COMO ASSISTIR?

Com acessibilidade em Libras, a apresentação acontece via Zoom. Os ingressos são gratuitos e já podem ser reservados pela plataforma Sympla, com link disponível no endereço www.itaucultural.org.br.

Comentários

Últimas notícias