FLEXIBILIZAÇÃO

Veja o que volta a funcionar e o que segue fechado com avanço da retomada econômica em Pernambuco

Cada região de saúde de Pernambuco está em uma fase diferente do plano, que leva em consideração a situação sanitária de cada cidade

JC
JC
Publicado em 10/07/2020 às 8:22
Notícia
JAILTON JR./JC IMAGEM
Academias de ginásticas podem voltar às atividades no dia 20 de julho no Grande Recife e na Zona da Mata - FOTO: JAILTON JR./JC IMAGEM
Leitura:

Após duras restrições que visavam conter o avanço do novo coronavírus no Estado, o Governo de Pernambuco vem, aos poucos, liberando o retorno das atividades econômicas por meio do Plano de Convivência com a Covid-19. Cada região de saúde de Pernambuco está em uma fase diferente do plano, que leva em consideração a situação sanitária das cidades que a compõem.

Nessa quinta-feira (9), o secretário de saúde de Pernambuco, André Longo, anunciou data da chegada da fase 6 para a Região Metropolitana do Recife e para a Zona da Mata. Com isso, a partir do dia 19 de julho será permitido o retorno dos jogos de futebol, sem público. Já no dia 20, podem voltar a funcionar as academias de ginástica, bares e restaurantes.

Futebol

Data: 19 de julho
Onde: Todo o Estado

Regras:

  • Sem torcida;
  • Em acordo firmado com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), ficou definido que as duas partidas finais do Campeonato Estadual serão realizadas na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata.

Bares e restaurantes

Data: 20 de julho

Onde: Recife, Região Metropolitana e Zona da Mata

Regras:

  • Proibida a realização de shows. Música ambiente respeitando limitação de 35db;
  • Se possível, ampliar número de acessos, com entradas e saídas separadas;
  • Distanciamento mínimo de 1,5m entre clientes em mesas diferentes, locais de espera e caixa. Mesas até 10 pessoas;
  • Mesas em espaços públicos com autorização do público municipal;
  • Avaliar a redução dos trabalhadores na entrega, turnos diferenciados ou zonas separadas de trabalho;
  • Evitar reuniões presencias, aglomerações nos intervalos, capacidade máxima em áreas comuns, distribuir e coordenar intervalos entre diferentes setores;
  • Reduzir e controlar rigorosamente o acesso de pessoas externas às áreas de produção e manipulação de alimentos, incluindo fornecedores;
  • Guichês de atendimento de coleta com anteparos de vidro ou acrílico para proteção;
  • Mercadorias para coleta e entrega devem estar em local com controle exclusivo do estabelecimento;
  • Todos os funcionários de máscaras;
  • Clientes sem máscaras só quando estiverem nas mesas ou se alimentando;
  • Reforço da limpeza e desinfecção das superfícies mais tocadas e banheiros a cada duas horas;
  • Álcool 70% em todos os pontos de entrada e de atendimento;
  • Na cozinha, reservar espaço para a higienização dos alimentos de acordo com o Programa Alimento Seguro ou outro protocolo similar;
  • Cardápios em material que possibilite a higienização a cada atendimento;
  • Priorizar sachês individuais para temperos como sal e pimenta, além de palitos de dente e adoçantes;
  • Em caso de existência de bufê, alimentos cobertos por protetores salivares com fechamento frontal e lateral. Em self-service, devem ser entregues luvas de plástico descartáveis no começo da fila, antes do toque nas bandejas e/ou pratos. Talheres em embalagens individuais;
  • Limpar e higienizar mesas, cadeiras, superfícies de comer (bandejas) após o uso de cada cliente. Desinfetar com produtos a base de cloro, álcool, fenóis, quaternário de amônia, álcool a 70% líquido ou gel.

Academias de ginástica

Data: 20 de julho
Onde: Recife, Região Metropolitana e Zona da Mata (Gerências 1, 2, 3 e 12)

Regras: O governo de Pernambuco e a prefeitura do Recife em reunião com representantes da categoria - Associação Brasileira de Academias (Acad), Sindicato das Academias (Sindac) e Conselho Regional de Educação Física (Cref-PE) - elaboraram um protocolo com medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus. O documento oficial está sendo analisado e ainda será divulgado.

Representantes do Sindicato das Academias, Associação Brasileira de Academias, Conselho Regional de Educação Física de Pernambuco e governo do Recife e Estado se reuniram em videoconferência para ajustar o protocolo de retomada dos estabelecimentos. A maioria das recomendações com as medidas sanitárias foi aprovada pelas Secretarias de Saúde.

Pontos como a capacidade máxima, aulas coletivas e uso de materiais serão corrigidos.

Além dos reajustes, o protocolo prevê:

  • Uso obrigatório de máscara
  • Medição de temperatura das pessoas que frequentam as academias
  • Maior distanciamento entre aparelhos
  • Limpeza extra dos ambientes

Agreste

A partir da próxima segunda-feira (13), a Macrorregião de Saúde II, que engloba os municípios do Agreste, que estavam na Etapa 2 do Plano de Convivência com a Covid-19, avançam para a Etapa 4. Isto permitirá o funcionamento das lojas de varejo de rua, os salões de beleza e estética, comércio de veículos, incluindo serviço de aluguel e vistoria, com 50% da carga, construção civil com 100% do efetivo e shoppings centers com atendimento presencial.

Sertão

Já as cidades das Macrorregiões III e IV, que compreendem o Sertão pernambucano, permanecem ainda na fase 4. Segundo a Secretaria de Saúde do Estado, o motivo é pelos dados de saúde desses municípios, no momento, não permitirem o avanço dessa região no Plano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias