VENDAS ONLINE

Para evitar aglomerações, Caruaru lança nova plataforma de vendas da Feira da Sulanca

O portal foi chamado de Na Feira de Caruaru

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 03/08/2020 às 11:44
DIVULGAÇÃO
A plataforma deverá estar disponível na próxima semana. - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

A partir da próxima semana comerciantes de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, contarão com uma nova plataforma de vendas, chamada de Na Feira de Caruaru. O anúncio do site foi feito nesta segunda-feira (3) durante coletiva de imprensa online. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, André Teixeira, os lojistas deverão fazer o cadastro no portal para anunciar os produtos nos marketplaces parceiros. O primeiro parceiro anunciado é o Magazine Luiza.

"Quando você entrar no site, você vai encontrar todos os produtos da Feira de Caruaru em um só clique. Então, você vai poder procurar pelo feirante, pelo lojista, por categoria. Ou seja, vários filtros para facilitar a compra", explicou o secretário.

Teixeira ainda disse que o objetivo da nova plataforma é oferecer benefícios a curto prazo, minimizando os impactos econômicos da pandemia nas vendas da Feira de Caruaru, e a médio e longo prazo, elevando o volume de negócio dos lojistas a outro patamar, com o incremento das vendas online. "Você estão no mundo online não quer dizer que você vai deixar de vender o seu produto no banco, no formato presencial. Você vai vender de forma presencial, mas também de forma digital para o Brasil todo. Ele (o portal) é bom para o lojista, bom para a feira", comentou. O serviço busca também tentar evitar o comércio no entorno da Feira da Sulanca. Nesta segunda-feira, foram registradas aglomerações no Parque 18 de Maio e nas ruas adjacentes. O cenário vem se repetindo há semanas. 

Além da venda dos produtos, serão ofertadas capacitações gratuitas aos comerciantes realizada por meio de uma parceria da prefeitura com o Serviço Brasileiro do Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A capacitação, segundo o secretário, poderá ser feita também pelos comerciantes que decidam não vender os produtos no site. "Não adianta só colocar a feira no mundo online, a gente tem que capacitar esse empresário, esse feirante. Mesmo que você não queira vender no site, você vai poder se capacitar de forma gratuita", completou.

O site será direcionado aos lojistas de confecções (roupas, calçados, acessórios, entre outros) e de artesanato (barro, renda, couro, tecido, entre outros). O cadastro será feito sem taxa de adesão, e haverá uma redução de 3,99% na taxa dos produtos vendidos até 31 de dezembro de 2020.

Delivery Sulanca

Segundo a prefeita de Caruaru, o Delivery Sulanca, lançado em maio de 2020, continuará a funcionar. O serviço funciona no estacionamento do Polo Caruaru nas segundas-feiras, das 5h às 17h. "O Delivery Sulanca permanece como alternativa para permitir que a gente tenha diversidade na forma de escoamento da nossa mercadoria", disse nesta segunda-feira. 

Comentários

Últimas notícias