Agreste

Veja como será o protocolo para retomada da Feira da Sulanca, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco

As medidas divulgadas envolvem protocolos para o público em geral, excursionistas, lojistas, clientes e a própria prefeitura

Mayra Cavalcanti
Cadastrado por
Mayra Cavalcanti
Publicado em 20/07/2020 às 11:44 | Atualizado em 20/07/2020 às 11:57
PREFEITURA DE CARUARU DIVULGAÇÃO
RETOMADA Feira da Sulanca espera liberação no início de agosto - FOTO: PREFEITURA DE CARUARU DIVULGAÇÃO
Leitura:

A Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, divulgou nesta segunda-feira (20), por meio de uma coletiva de imprensa online, os protocolos para a reabertura da Feira da Sulanca, que acontece no Parque 18 de Maio. Apesar de ainda não ter data para a retomada das atividades, que estão paralisadas desde o dia 18 de março devido à pandemia do novo coronavírus, a gestão afirma que todas as medidas já foram tomadas e, agora, a cidade aguarda apenas a liberação por parte do Governo do Estado. As medidas divulgadas envolvem protocolos para o público em geral, excursionistas, lojistas, clientes e a própria prefeitura.

Entre os itens do protocolo para quando a Feira da Sulanca retornar estão o uso obrigatório de máscaras, aferição de temperatura, instalação de barreiras sanitárias e de dispensadores de álcool em gel e a fiscalização, que será feita pela prefeitura. Além da prefeita Raquel Lyra, também participaram da coletiva de imprensa o secretário executivo de Serviços Públicos de Caruaru, Matheus Freitas, e o secretário de Saúde do município, Francisco Santos.

"É importante ressaltar que esse plano já foi amplamente dialogado com os representantes da nossa Feira. Durante toda semana passada, uma série de reuniões aconteceu para fazer a apresentação do plano, ouvir se havia alguma sugestão e a gente poder apresentar para a sociedade", comenta a prefeitura Raquel Lyra. Ela acrescenta que a reabertura será feita por meio de ações integradas, entre diversas secretarias da prefeitura, como a de Serviços Públicos e de Saúde.

Sobre os impactos da paralisação das atividades, a prefeita ressaltou ações como o Delivery Sulanca e o Delivery Caruaru, que mantiveram as atividades funcionando nos últimos meses. "É claro que a paralisação traz prejuízo, mas desde o primeiro momento, todos estão trabalhando para criar alternativas. Elas vão desde o Delivery Sulanca, que na semana passada foram 3.500 veículos que foram entregar mercadorias,o que mostra o tamanho da movimentação financeira e de produtos na cidade", comentou.


Lyra também falou sobre uma parceria feita com o Banco Santander, para a produção de máscaras, que destinou para a cidade cerca de R$ 1 milhão. Durante a ação, foram confeccionadas 450 mil máscaras, com a participação de dez empresas caruaruenses. Os equipamentos de proteção individual foram entregues ao Governo do Estado para serem distribuídos. Na semana passada, houve a licitação para a compra de 100 mil máscaras, que serão distribuídas no município.

Veja como será o protocolo de funcionamento da Feira da Sulanca:

Excursionistas (ônibus e fretes que trazem pessoas de outras cidades)

- Aferição obrigatória de temperatura e proibição de embarque de pessoas com temperatura acima de 37,5°C;
- Em viagem de mais de 4h de duração, a aferição deve ser feita a cada 2h;
- Uso de máscara por todos os passageiros e funcionários da empresa;
- Instalar e manter abastecidos, no interior do veículos, dispensador de álcool em gel ou lavatório para higienização das mãos;
- Higienizar o interior e o exterior do veículo;
- Lotação máxima recomendada de 50% da capacidade;
- Comunicar aos passageiros sobre recomendações e riscos do descumprimento das normas;
- Apresentação de guia de transporte dos passageiros com registro da temperatura;
- Monitorar a saúde dos funcionários dos excursionistas.

Lojistas, permissionários e estabelecimentos privados

- Uso obrigatório de máscara;
- Proibição de expositores em áreas externas, não sendo permitido nenhum obstáculo fora dos limites do banco;
- Exibição de cartazes com as orientações de saúde;
- Higienização dos balcões e área interna dos bancos, antes, durante e depois da feira;
- Instalar e manter abastecido dispensador de álcool em geral ou recipiente para higienização das mãos;
- Monitorar saúde das pessoas.

Clientes e consumidores

- Uso obrigatório de máscaras;
- Evitar aglomerações e contatos físicos;
- Higienizar as mãos sempre que possível;
- Ao apresentar sintomas, ficar em casa.

Prefeitura de Caruaru

- Implantar barreiras sanitárias nos principais acessos;
- Instalar estações de higienização em locais estratégicos;
- Realização de ações de sanitização, antes e depois da feira;
- Fiscalização com agentes de vigilância sanitária e fiscais das feiras;
- Reforço na higienização dos banheiros com produtos sanitizantes.

Comentários

Últimas notícias