AGRESTE

Mesmo com reforço da PM, Feira da Sulanca, em Caruaru, registra mais um dia de aglomerações

Os comerciantes expõem as mercadorias no chão e no porta-malas dos veículos

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 03/08/2020 às 7:41
CORTESIA
Aglomeração de pessoas no Parque 18 de Maio, em Caruaru - FOTO: CORTESIA
Leitura:

atualizada às 11h52

Mesmo sem uma data prevista para retorno e com reforço da Polícia Militar na fiscalização, a Feira da Sulanca, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, continua registrando aglomerações no entorno. Nesta segunda-feira (3), a reportagem da Rádio Jornal Caruaru registrou uma intensa movimentação de pessoas e comerciantes expondo a mercadoria no chão e no porta-malas dos veículos. Esse tipo de comércio pode resultar em apreensão do veículo e das mercadorias. 

Na semana passada, a prefeita Raquel Lyra (PSDB) chegou a pedir a colaboração da população e dos comerciantes para que a região, que está na fase 6 do Plano de Convivência com a covid-19, continue avançando na reabertura dos setores. "A gente pede a colaboração da população para que não aglomerem nas ruas. Nós sabemos da ansiedade, que muita gente tem trabalhado para se sustentar, mas quanto mais a gente obedecer as regras, o protocolo, mais rápido a gente vai poder ter uma retomada segura", disse a gestora.  Raquel chegou a comentar que há uma chance de o Polo de Confecções do Agreste volte às atividades no próximo dia 10 de agosto. No entanto, a reabertura não foi confirmada pelo governo de Pernambuco. 

Para tentar evitar aglomerações, nesta segunda-feira acontece mais um dia da Operação Sulanca. A fiscalização teve início às 7h deste domingo (2) e seguirá até às 20h desta segunda-feira. Há um isolamento no perímetro da feira e varredura das ruas adjacentes ao Parque 18 de Maio.

A operação conta com 238 policiais militares e reforço de agentes de trânsito da Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (DESTRA) de Caruaru.

O feirante Gutemberg José afirmou ser uma questão de necessidade a venda dos produtos na rua. "O governo do Estado já deveria ter olhado isso. A fome não espera, e o povo tem que vir para rua para ganhar o pão de cada dia porque se for esperar pelo auxílio emergencial fica complicado. O negócio está difícil", disse. 

CORTESIA
Esse tipo de comércio pode resultar na apreensão dos veículos e das mercadorias - CORTESIA
CORTESIA
Foi montada uma operação com mais de 230 policiais para tentar evitar esse tipo de comércio - CORTESIA

Já no Moda Center, em Santa Cruz do Capibaribe, não foram registradas aglomerações. Segundo a Secretaria de Defesa Social do município, poucos comerciantes desrespeitaram as determinações. No estacionamento, apenas está funcionando o serviço de delivery e drive-thru.

Para entrar no local, é necessário o uso da máscara. Equipes da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal estiveram no local para realizar fiscalizações. O Moda Center está funcionando das 7h às 18h. 

SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL DE SANTA CRUZ
Para entrar no local, o uso de máscara é obrigatório - SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL DE SANTA CRUZ
SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL DE SANTA CRUZ
A venda está sendo feita pela internet. Os comerciantes só estão autorizados a realizar o serviço de entrega das mercadorias - SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL DE SANTA CRUZ

Retomada das atividades

Segundo anunciou a prefeita de Caruaru, todas as feiras do Polo de Confecções do Agreste serão reabertas numa mesma data. Para a volta das atividades presenciais, haverá um protocolo específico a ser seguido. O protocolo da Feira da Sulanca envolve determinações a serem seguidas pelo público em geral, excursionistas, lojistas, clientes e a própria prefeitura.

Durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, a prefeita Raquel Lyra voltou a comentar sobre a possibilidade do Polo de Confecções reabrir no dia 10 de agosto. "Mantidos os números em queda e estabilização, como tem acontecido até essa semana, a expectativa é que o governo do Estado faça a liberação da Sulanca", disse. Até o último sábado (1°), foram realizados 11.500 testes para diagnosticar o novo coronavírus em Caruaru. Desse total, 4.623 foram confirmados, 583 estão em investigação, e 6.354 foram descartados. 

Veja o protocolo completo

Excursionistas (ônibus e fretes que trazem pessoas de outras cidades)
- Aferição obrigatória de temperatura e proibição de embarque de pessoas com temperatura acima de 37,5°C;
- Em viagem de mais de 4h de duração, a aferição deve ser feita a cada 2h;
- Uso de máscara por todos os passageiros e funcionários da empresa;
- Instalar e manter abastecidos, no interior do veículos, dispensador de álcool em gel ou lavatório para higienização das mãos;
- Higienizar o interior e o exterior do veículo;
- Lotação máxima recomendada de 50% da capacidade;
- Comunicar aos passageiros sobre recomendações e riscos do descumprimento das normas;
- Apresentação de guia de transporte dos passageiros com registro da temperatura;
- Monitorar a saúde dos funcionários dos excursionistas.

Lojistas, permissionários e estabelecimentos privados
- Uso obrigatório de máscara;
- Proibição de expositores em áreas externas, não sendo permitido nenhum obstáculo fora dos limites do banco;
- Exibição de cartazes com as orientações de saúde;
- Higienização dos balcões e área interna dos bancos, antes, durante e depois da feira;
- Instalar e manter abastecido dispensador de álcool em geral ou recipiente para higienização das mãos;
- Monitorar saúde das pessoas.

Clientes e consumidores
- Uso obrigatório de máscaras;
- Evitar aglomerações e contatos físicos;
- Higienizar as mãos sempre que possível;
- Ao apresentar sintomas, ficar em casa.

Prefeitura de Caruaru
- Implantar barreiras sanitárias nos principais acessos;
- Instalar estações de higienização em locais estratégicos;
- Realização de ações de sanitização, antes e depois da feira;
- Fiscalização com agentes de vigilância sanitária e fiscais das feiras;
- Reforço na higienização dos banheiros com produtos sanitizantes.

Comentários

Últimas notícias