Carnaval 2021

Sem Carnaval, Ambev vai dar auxílio de R$ 255 a ambulantes; corra para participar porque as vagas são limitadas

Expectativa da Ambev é beneficiar 20 mil trabalhadores em todo o País. Para participar é preciso comprovar atuação na atividade

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 08/02/2021 às 18:14
Notícia

Divulgação
Carnaval movimenta R$ 2 bilhões na economia pernambucana e sua não realização em 2021 vai frustrar a receita de muitos setores e trabalhadores, como os ambulantes - FOTO: Divulgação
Leitura:

Sem Carnaval em 2021, por causa da pandemia da covid-19, muitos trabalhadores e setores econômicos vão perder renda no período em que aconteceria a maior festa popular do Brasil. Uma das patrocinadora da folia no País, a Ambev decidiu lançar uma iniciativa para apoiar os ambulantes, parceiros da cervejaria durante o evento. Junto com o app Zé Delivery, a companhia criou a plataforma "Ajude um Ambulante", que vai oferecer apoio financeiro aos vendedores e tentar diminuir o impacto da festa que não vai acontecer. 

Divulgação
Programa "Ajude um Ambulante" já está cadastrando participantes - Divulgação
 

A proposta é oferecer um auxílio individual de R$ 255 a cerca de 20 mil ambulantes em todo o País. De acordo com a Ambev, não foi definido um número de vendedores por Estado. Neste caso, o negócio é correr para se inscrever pela plataforma www.ajudeumambulante.com.br. Lá o trabalhador vai fazer um cadastro e terá que comprovar sua atuação como ambulante para evitar a tentativa de que outras categorias recebam o auxílio.

Valem como comprovação documentos como as credenciais dos Carnavais 2019 e 2020, comprovante de cadastramento de ambulante, licença para ambulante, autorização da Prefeitura e termo de permissão. Quem não tiver guardado esses documentos podem solicitar a reemissão a prefeitura da cidade onde se cadastrou e trabalhou. Depois da realização do cadastro, a participação do ambulante será confirmada em dois dias úteis por e-mail ou SMS.  

Com a aprovação do cadastro, o vendedor recebe um valor de R$ 150. Os R$ 105 restantes para complementar os R$ 255 do programa virão de um código, que será distribuído com consumidores para utilização em compras no Zé Delivery. Cada vez que o código for utilizado no Zé Delivery, o ambulante vai receber R$ 5,00. Cada código só poderá utilizado (repassado aos clientes) no máximo 20 vezes por cada vendedor. 

Uma terceira oportunidade de aumentar os ganhos é participar de um curso profissionalizante sobre consumo responsável de álcool. O curso estará disponível na própria plataforma e vai render mais R$ 5 extra. 

“Os ambulantes sempre estiveram com a gente e com os nossos consumidores nos Carnavais e esse ano não podia ser diferente. Estamos muito felizes de poder ajudar quem sempre fez parte do nosso ecossistema”, comenta o CEO da Ambev, Jean Jereissati.

PARCERIA

A parceria com o Zé Delivery vai ajudar na capilarização do programa. Presente em todo o Brasil e em mais de 200 cidades, o app que é o maior especialista de delivery de bebidas do país, se diferencia por ter entregas super rápidas, com os produtos já gelados e sempre a preço de mercado. O Zé Delivery nasceu como uma startup em 2016 e vem crescendo de forma acelerada nos últimos anos. A empresa já oferece mais de 1500 produtos (como cervejas, vinhos, destilados, bebidas não alcoólicas, entre outros) e está disponível para Android, iOS ou pelo site ze.delivery.

Divulgação
Programa da Ambev "Ajude um Ambulante" já está recebendo inscrições - FOTO:Divulgação
Divulgação
Programa "Ajude um Ambulante" já está cadastrando participantes - FOTO:Divulgação

Comentários

Últimas notícias