PEQUENOS NEGÓCIOS

Os caminhos para os pequenos negócios darem certo são apontados no primeiro debate do Projeto Empreender

O Projeto Empreendedor é uma iniciativa do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação para valorizar o empreendedorismo no Mês do Trabalho

JC
JC
Publicado em 14/05/2021 às 12:43
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
NEGÓCIO Pesquisar, planejar e ter conhecimento da área são essenciais - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Os caminhos que podem tornar os pequenos negócios mais assertivos foram o mote do Projeto Empreender iniciado pela Rádio Jornal, nesta sexta-feira (14), numa iniciativa do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) para valorizar o empreendedorismo durante o Mês do Trabalho. Pesquisar, planejar e ter conhecimento da área foram apontados pelos presidentes da Federação das Associações de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado de Pernambuco (Femicro), José Tarcísio da Silva; pelo analista do Sebrae Vitor Abreu e pelo microempreendedor Nelson Pacheco como fatores que contribuem para o sucesso de um novo negócio. Será veiculada uma série de conteúdos sobre o tema, em todos os veículos que integram o SJCC, ao longo do mês de maio.

>> Rádio Jornal inicia Projeto Empreender nesta sexta (13)

"Quem se lança no mercado sem se planejar corre mais riscos. Não se deve criar um CNPJ sem pesquisa sem uma consultoria, porque corre o risco de ficar sem dinheiro e o negócio não dar certo", resume Tarcísio. Ele afirma que o empreendedor tem que estar preparado, porque não há retorno do investimento em menos de seis meses, não se pode confundir investimento com capital de giro, entre outras coisas. Investimento é aquilo que está sendo empregado para implementar o negócio, como máquinas, burocracia etc, enquanto capital de giro é o recurso necessário para manter a empresa funcionando, como por exemplo comprar novos insumos.

"Também é muito interessante reinvestir tudo que está ganhando", aconselha Tarcísio. Ele diz que o empreendedor deve ir ao banco só em último caso. E, se isso ocorrer, deve ir com o projeto do negócio todo definido.

E o analista do Sebrae Vitor Abreu complementa: "Pense grande, mas comece pequeno". Para ele, o empreendedor deve fazer consultorias para iniciar o negócio de uma forma enxuta, gastando só o necessário. "Isso pode tornar possível começar com pouco capital. É bom testar a ideia antes de fazer um investimento maior pra ver se tem mercado e se realmente vale a pena investir neste tipo de negócio", comenta, acrescentando que os técnicos do Sebrae também podem indicar fontes de financiamento. "Às vezes, uma parceria viabiliza financeiramente o negócio", afirma, fazendo questão de frisar que o planejamento é um grande aliado do empreendedor

O microempreendedor Nelson Pacheco tinha uma empresa de eventos, que não teve o seu contrato com o prestador de serviço renovado em fevereiro do ano passado, um pouco antes de começar a pandemia do novo coronavírus. O setor de eventos paralisou devido à crise sanitária. "Meu pai era dono de padaria. Em junho, decidi abrir um negócio. Em dezembro, começamos. Está dando pra pagar as contas", revela. Ele se desfez de um carro para abrir o pequeno negócio que vende carne de sol, queijos e embutidos.

Ainda dentro do Projeto Empreender, a Rádio Jornal vai apresentar o Momento Empreendedor com pílulas com foco no empreendedorismo local ao longo da programação diária, aproveitando a capilaridade da emissora no Recife e no interior de Pernambuco. As peças trazem dicas e informações alinhadas às várias atividades econômicas presentes no Estado, dando destaque ao DNA dos negócios de cada região.

JC

O Jornal do Commercio, por fim, vai produzir uma série de reportagens, com veiculação semanal, tendo diversos recortes do empreendedorismo como foco. “O movimento que o empreendedorismo provoca, o alcance que ele tem e as mudanças que é capaz de suscitar são aspectos que sempre chamam a nossa atenção, ainda mais em um momento de crise como este. Tivemos um 2020 dificílimo e este ano não está sendo muito diferente, diante de todos os impactos da covid-19 na sociedade. Mesmo com essas dificuldades, muitas pequenas e médias empresas têm conseguido atuar e, segundo dados do Sebrae, são responsáveis por 75% dos empregos formais gerados em janeiro passado. É um setor muito importante, o que por si só justifica a atenção do Sistema JC”, pontua Laurindo Ferreira, diretor de redação do JC.

Foto: Divulgação
O jornalista Wagner Gomes (a esquerda) entrevista o analista do Sebrae, Vitor Abreu, e o presidente da Femicro, José Tarcísio da Silva, no primeiro debate do Projeto Empreender - FOTO:Foto: Divulgação

Comentários

Últimas notícias