EMPREENDER

Grife pernambucana que começou com cinco costureiras hoje vende para todo o Brasil

Marie Mercié tem mais de 35 anos de história e hoje emprega cerca de 300 mulheres em Itambé, na Mata Norte

JC
JC
Publicado em 15/05/2021 às 12:58
Notícia
JAILTON JR/JC IMAGEM
Com a grife Marie Mercié, Mércia Moura contribui com o desenvolvimento econômico da Mata Norte pernambucana e com a independência financeira de suas funcionárias - FOTO: JAILTON JR/JC IMAGEM
Leitura:

Foi na costura que a designer de modas e empresária Mércia Moura encontrou uma oportunidade para dar início a um sonho. Junto com outras quatro costureiras, em 1985, no município de Itambé, Mata Norte de Pernambuco, deixou as atividades domésticas de lado para montar sua própria fábrica de bordados. Hoje, ela comercializa peças para todo o país, capacita outras mulheres e também contribui para o desenvolvimento socioeconômico da região.

“A ideia veio da minha mãe, que sugeriu que eu começasse uma confecção. Me juntei com as meninas para a gente aprender a profissão e hoje a Marie Mercié tem 35 anos de história. Nosso maior legado é a transformação de vida das mulheres em Itambé, porque aqui elas são donas de si e independentes. Somos uma grande família porque não dá para empreender se não existir essa conexão e, principalmente, o amor”, afirma, orgulhosa, a designer de moda.

Leia também: 

>>Empreendedora de Poção muda de vida produzindo e exportando renda renascença

>>Em Caruaru, empreendedora cria primeiro salão especializado em cabelos crespos e cacheados

>>Garrafas pets viram ferramenta para gerar renda para mulheres em Brasília Teimosa

>>Fotógrafa troca lentes pela gastronomia e faz sucesso com pratos típicos

Com o passar dos anos, Mércia foi expandindo a produção e as vendas, mas nunca deixou de lado a capacitação de suas funcionárias. Para ela, não tem como ser bem-sucedido sem levar qualificação às equipes. "Para o negócio dar certo, começamos pela capacitação. Não só aprender a operar uma máquina ou a fazer um bordado, mas também a ser um ser humano melhor e a estar onde a gente ama. Isso cria uma raiz que deixará sua empresa mais forte", orienta.

Confira a reportagem completa:

Comentários

Últimas notícias