SEM AGLOMERAÇÃO

Sem bares e restaurantes no Dia dos Namorados, motéis do Grande Recife oferecem jantar, decoração e brindes especiais

Alguns estabelecimentos estão oferecendo pacotes para celebrar a data, que é a de maior movimento para o setor

Angela Fernanda Belfort
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 05/06/2021 às 8:00
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Diretor da Associação Brasileira de Motéis, Carlos Melo, diz que o setor está otimista para o Dia dos Namorados - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Diante da crise provocada pelo novo coronavírus, alguns executivos que administram motéis estão otimistas para o Dia dos Namorados, uma das melhores datas do setor. Com as medidas restritivas devido à pandemia, os bares e restaurantes devem permanecer fechados na data comemorativa - por ser um sábado. "A nossa expectativa é de que o Dia dos Namorados tenha uma movimentação similar a um sábado normal, que, mesmo com a pandemia, chega a ter um maior movimento", resume o diretor da Associação Brasileira de Motéis (ABMotéis), Carlos Melo. 

Ele administra seis motéis, incluindo dois da Nexos, dois da rede Eros, um da marca Intense, em Caruaru, e um da Rhodes. Aos sábados, as unidades de alguns destes motéis chegam a ter uma ocupação média de 80% mesmo com a pandemia, ainda que a crise sanitária tenha provocado uma queda estimada de 30% a 40% na ocupação dos motéis, de acordo com dois executivos do setor que atuam em Pernambuco.

"Para este Dia dos Namorados, estamos fazendo uma reserva programada que inclui dois jantares, decoração, café da manhã, pernoite e um brinde surpresa", comenta Carlos Melo, acrescentando que a reserva programada também é interessante porque resulta em menos gente circulando, porque o apartamento já está pronto, quando o cliente chega. Os preços do pacote da reserva programada variam de R$ 330 a R$ 700. "As pessoas estão cansadas de estarem em casa e aí os motéis hoje servem como hotéis. Tanto é assim que as nossas unidades que apresentam maior movimento são as que estão perto da BR e pegam o fluxo de quem está viajando", argumenta.

A gerente operacional do Lemon, Adriana Souza, diz que a expectativa nas duas unidades da rede é de que a ocupação chegue a 100% com os pacotes promocionais que estão sendo vendidos para o Dia dos Namorados. "O serviço inclui pernoite, jantar romântico, café da manhã, espumante com morango e custam de R$ 599 a R$ 1.290", revela. Segundo ela, a empresa vendeu 80% dos pacotes que comercializou.

A ABMotéis e o Guia de Motéis realizam, entre os dias 7 e 13 de junho, a Love Week, maior evento do tipo no País, com pacotes para atrair o público, majoritariamente de casais e namorados.

"Para este Dia dos Namorados, estamos fazendo uma reserva programada que inclui dois jantares, decoração, café da manhã, pernoite e um brinde surpresa",comenta Carlos Melo, acrescentando que a reserva programada também é interessante porque resuta em menos gente circulando, porque quando o cliente chega o apartamento já está pronto. Os preços do pacote da reserva programada variam de R$ 330 a R$ 700. "As pessoas estão cansadas de estarem em casa e aí os moteis hoje servem como hoteis. Tanto é assim que as nossas unidades que apresentam maior movimento são as que estão perto da BR e pegam o fluxo de quem está viajando", argumenta.

E Carlos complementa: "O meu maior desejo não é o aumento da ocupação. É que todos se vacinem. A maior preocupação hoje é ter saúde e pagar as contas", diz. Ele também lembra que o setor segue todos os protocolos de segurança exigidos para conviver com o coronavírus e a empresa na qual trabalha contratou uma consultoria de uma profissional responsável pela higienização de um hospital do Recife.

A gerente operacional do Lemon, Adriana Souza, diz que a expectativa das unidades da rede é de que a ocupação chegue a 100% com os pacotes promocionais que estão sendo vendidos para o Dia dos Namorados. "O serviço inclui pernoite, jantar romântico, café da manhã, espumante com morango e custam de R$ 599 a R$ 1.290", revela. Segundo ela, a empresa vendeu 80% dos pacotes que comercializou.

Administrador de dois motéis de públicos diferentes, Marcos Queiroz, diz que não está planejando qualquer evento para o Dia dos Namorados. "O pessoal está economizando muito. A situação está muito difícil na economia. Os moteis não vão estar lotados no Dia dos Namorados", comenta. Muito discreto, ele não informou qual a média de ocupação dos moteis que administra, mas disse que o movimento caiu nos estabelecimentos depois da pandemia. "O movimento na faixa de consumo das pessoas de renda mais alta caiu 90% e na renda mais baixa a queda foi em torno de 50%", comenta, se referindo à área de serviços, de um modo geral. Ele administra os motéis Fidji e Cristal.

EVENTO

A Associação Brasileira de Motéis (ABMotéis) e o Guia de Motéis realizam, entre os dias 7 e 13 de junho, mais uma edição do Love Week, maior evento do tipo no país. A data é a melhor época do ano para o setor, de acordo com a instituição. De acordo com a diretoria da associação, a data é a melhor época do ano para o setor moteleiro. “Para nós, é como se fosse o fim do ano para o comércio. Sem dúvidas, é o nosso período de maior concentração de vendas de serviços”, afirma o presidente da ABMotéis, Felipe Martinez.

Segundo informações da entidade, a expectativa é atrair, especialmente, casados, além de namorados, ou seja, o público padrão que frequenta os motéis. Aproximadamente 71% do público que frequenta assiduamente os motéis (entre uma ou mais vezes por semana) durante o ano, são casais fixos, conforme a pesquisa “Hábitos de Lazer” feita com mais de 2,1 mil pessoas. Com relação aos visitantes ocasionais (até quatro visitas por ano), o percentual é ainda maior: 85% dos frequentadores são casados ou namorados.

Os interessados em aproveitar a Love Week 2021 podem conferir os motéis participantes pelo site www.loveweekbrasil.com.br. Os preços e reservas devem ser feitas antecipadamente pelo site do Guia dos Motéis ou pelo app guia de motéis go. Os pacotes começam a partir de R$ 109,90 e o pagamento pode ser parcelado em até 12 vezes.

 

Comentários

Últimas notícias