Economia

Conta de luz puxa inflação de maio, a mais alta para o mês em 25 anos; veja outros 'vilões'

A bandeira vermelha no patamar 1 que foi cobrada no mês passado já impactou o custo de vida dos brasileiros em maio último

Agência Brasil Angela Fernanda Belfort
Agência Brasil
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 09/06/2021 às 11:16
Notícia
Foto: Celpe/Divulgação
A cobrança da bandeira vermelha no patamar 1 já provocou a alta da inflação em maio - FOTO: Foto: Celpe/Divulgação
Leitura:

A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 0,83% em maio deste ano. A taxa é superior ao 0,31% de abril e a maior para um mês de maio desde 1996 (1,22%), segundo dados divulgados nesta quarta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta da bandeira vermelha cobrada em maio na conta de todos os brasileiros já impactou o custo de vida. E vem mais por aí porque está sendo cobrado um valor maior em junho. Essa cobrança extra ocorreu devido a pouca quantidade de água nos reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste responsável pelo armazenamento de cerca de 70% da água que pode gerar energia elétrica no Brasil.

>> Junho chegou e será o vilão na sua conta de luz. Entenda por que você vai pagar mais caro

O IPCA acumula taxas de 3,22% no ano e 8,06% em 12 meses.  Ainda em maio, os nove grupos de produtos e serviços pesquisados apresentaram inflação em maio, com destaque para habitação (1,78%) e transportes (1,15%). Os itens que mais influenciaram esses grupos foram energia elétrica (5,37%), que passou para a bandeira tarifária vermelha patamar 1 no mês, e a gasolina (2,87%).

Outros grupos com taxa de inflação importantes foram saúde e cuidados pessoais (0,76%), alimentação e bebidas (0,44%) e artigos de residência (1,25%). Os demais grupos variaram entre 0,06% (educação) e 0,92% (vestuário).

Últimas notícias