Coletiva

Pernambuco anuncia flexibilizações no plano de convivência com a covid-19. Veja detalhes

O anúncio foi feito durante coletiva realizada nesta quinta-feira (05).

Adriana Guarda Giovanna Torreão
Adriana Guarda
Giovanna Torreão
Publicado em 05/08/2021 às 17:01
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Comércio - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Em coletiva realizada nesta quinta-feira (05), o Governo de Pernambuco anunciou uma série de flexibilizações das atividades econômicas, que começam a valer a partir da próxima segunda-feira (9). As medidas vão desde a ampliação do horário de funcionamento até o aumento do percentual de ocupação. A coletiva contou com a participação de André Longo, secretário de Saúde, e Ana Paula Vilaça, executiva de Desenvolvimento Econômico.  

"A vacinação vem avançando e os números da covid-19 melhorando, graças a essa combinação o governo do Estado pode avançar com o plano de flexibilização das atividades sociais e econômicas. Diante disso, todas as atividades sociais e econômicas poderão funcionar até a meia noite, em qualquer dia da semana, assim como já acontece com bares e restaurantes", explica Ana Paula Vilaça. 

Outra medida é a diminuição do distanciamento para um metro para atividades em que as pessoas usem máscara durante todo o tempo, como nas mesas de escritório, igreja, salão de beleza e outros. Também foi permitida a ampliação do percentual de ocupação para 70% em bares, restaurantes, salão de beleza, atividades de lazer e escolas, mas permanecendo o limite máximo de pessoas.

No caso dos eventos corporativos e sociais, fica autorizado o limite máximo de 300 pessoas para os eventos corporativos ou 70% da capacidade, o que for menor. E de 100 pessoas para os eventos sociais.

"Outra medida que foi discutida com o meio artístico foi o aumento no número de integrantes dos grupos musicais para até 5 pessoas. Mas estamos orientando os artistas e os bares restaurantes e casa de evento para evitar a dança, em que as pessoas ficam de pé. A pandemia ainda não acabou e precisamos continuar atentos aos protocolos de sanitários", observa Ana Paula Vilaça. 

Questionados sobre a retomada de grandes eventos com público, tanto André Longo quanto Ana Paula Vilaça informaram que estão sendo discutidos protocolos juntos com os times de futebol, a Arena Pernambuco e produtores de evento. Ainda sem data para divulgação. 

Entenda como fica a situação por setor: 

1. Serviços de alimentação (bares, restaurantes e lanchonetes) - Vão poder avançar para 70% da capacidade do local. Vão funcionar, das 5h à meia-noite, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Vai poder ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança e sem a permanências das pessoas em pé. Além disso, mesas com até dez pessoas.

2. Academias e similares - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 5h à meia-noite, durante a semana, nos finais de semana e feriados. Com a permanência da capacidade de 50% nos aparelhos de cardio.

3. Feiras de negócios - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente/visitante a cada 5 metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação.

4. Shopping centers e galerias comerciais - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente a cada 5 metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação.

5. Eventos corporativos - Vão poder ser realizados em todo o Estado até à meia-noite. Já a capacidade subirá para 300 pessoas ou 70% do local, o que for menor.
Ex: Assembleias, capacitações, cursos, conferências, congressos, convenções, encontros, entrevistas, fóruns, painéis, palestras, reuniões, simpósios, seminários, solenidades, treinamentos, webinar e workshops.

6. Eventos sociais/Buffet - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. A capacidade avança para 50% do local, mas mantendo 100 pessoas, o que for menor. Vai poder ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança e sem a permanências das pessoas em pé. Ex: Aniversários, batizados, bodas, casamentos, festas infantis, formaturas e noivados.

7. Colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. A capacidade permanece de 300 pessoas, mas avança para 70% do local, o que for menor. Vai poder ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança e sem a permanências das pessoas em pé. Alimentos e bebidas também são permitidos.

8. Cinema, teatro e circo - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. A capacidade permanece de 300 pessoas, mas avança para 70% do local, o que for menor.

9. Museus e demais equipamentos culturais - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um visitante a cada 20 metros quadrados nas áreas expositiva internas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas expositivas externas.

10. Clubes sociais - Vão poder funcionar em todo o Estado, das 5h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Vai poder ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança. Também continua proibido o funcionamento das saunas.

11. Atividades esportivas coletivas e individuais - Vão poder funcionar em todo o Estado, até à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Também vai poder ser permitida a presença de torcida até 100 pessoas em competições esportivas ou 50% da capacidade, o que for menor, com exceção do futebol profissional nos estádios. Além disso, poderá ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança. Continua vedada a realização de shows, inclusive em quadras, campos e academias.

12. Igrejas e templos religiosos - Avançam para 70% da capacidade, mantendo 300 pessoas, o que for menor.

13. Escritórios comerciais - Avançam para 70% de ocupação.

 

Números da pandemia

Nesta quinta-feira (5), pelo segundo dia consecutivo, Pernambuco apresenta uma média móvel diária de casos de covid-19 desde novembro de 2020. Com 644 novos casos registrados da doença, o Estado teve a média móvel estabelecida em 746 - a menor desde 27 de novembro de 2020, quando esteve em 714. Nessa quarta (4), Pernambuco já havia atingido um menor patamar desde a referente data, quando contabilizou uma média móvel em 802 casos.

Com os novos dados, o Estado apresenta, nesta quinta-feira, uma tendência de queda de -24% na média móvel, quando comparada com a de 14 dias atrás. A média é entendida como o índice ideal para medir o avanço da pandemia em um local. Ela contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade.

>> Covid-19: Recife registra o menor número de leitos de UTI ocupados desde o início da pandemia

>> Pernambuco registra mais três casos de síndrome associada à covid-19 entre crianças

>> Olinda reduz idade do público a ser vacinado contra covid-19. Veja detalhes

Entre os novos casos confirmados, 69 (11%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 575 (89%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 594.106 casos confirmados da doença, sendo 52.392 graves e 541.714 leves.

Mortes

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) também confirmou mais 42 mortes em decorrência da covid-19. Os óbitos ocorreram entre os dias 25 de janeiro deste ano e essa quarta-feira (4). Com isso, o Estado totaliza 18.941 vidas perdidas para a doença, desde o início da pandemia. Os detalhes epidemiológicos dos pacientes serão repassados ao longo do dia pelo órgão.

Os novos dados fizeram Pernambuco atingir uma média móvel de 29 mortes nesta quinta-feira, apresentando uma tendência de queda em -19%.

 

Comentários

Últimas notícias